Antonina decreta Situação de Emergência em Saúde devido à febre amarela

0
244
Foto: Juranir Badaró/Futura Press/Folhapress

Após a morte de três macacos devido à febre amarela, em Antonina, e o caso da doença confirmado, na última semana, em um rapaz de 21 anos, morador da cidade, que contraiu o tipo leve do vírus, o Prefeito José Paulo Vieira Azim (PSB), o Zé Paulo, decretou Situação de Emergência em Saúde.

Por meio do Decreto nº 42/2019, ele justifica o ato em razão do surto de febre amarela, para que haja intensificação, em caráter de urgência epidemiológica, da vacinação contra a doença.

A situação garante que, para a completa efetivação da cobertura vacinal da população, as Unidades de Saúde da Família/Postos de Saúde passem a funcionar em horários especiais. De acordo com o Secretário de Saúde, Odileno Garcia Toledo, nas duas últimas semanas de janeiro, o atendimento foi realizado de segunda-feira a domingo, o dia inteiro.

A partir desta semana, os postos de saúde já estão atendendo em horário normal, das 8h às 17h. Entretanto, o secretário afirma que, caso haja grupos de pessoas a serem vacinadas, a Secretaria enviará equipes de atendimento. Além disto, em razão da Situação de Emergência, fica autorizada a adoção de medidas administrativas necessárias para contenção do surto, pelo prazo de até 180 dias.

De com ele, a Secretaria está atuando, em conjunto com a Secretaria Estadual de Saúde (SESA), no controle de vetores, eliminando os focos do mosquito Aedes Aegypti e, também, o mosquito, por meio do fumacê. “Estamos trabalhando na prevenção e imunização desde o ano passado, quando observamos o vírus chegando pela região de São Paulo. Apenas no final de 2018 demos, aproximadamente, 1.500 doses da vacina e, do dia 22 de janeiro deste ano até hoje, cerca de sete mil doses”, diz.

Antonina decreta Situação de Emergência em Saúde devido à febre amarela 1
Secretário de Saúde Odileno afirma que 95% da população de Antonina, que necessitava aplicar a dose da vacina, já foi imunizada.

Ele afirma que 95% da população capelista que necessitava ser imunizada, já está. “E continuamos com a campanha de vacinação, mas, também, com o combate correto contra a febre amarela, que é feito por meio da eliminação de todos os criadouros do Aedes Aegypti”, declara.

Além disto, garantiu que a situação não é, sob nenhuma hipótese, motivo para o cancelamento do tradicional Carnaval de Antonina. “A febre amarela tem vacina, tem como ser prevenida, então não tem nada que impeça de acontecer o Carnaval. Solicitamos às pessoas que virem para o Litoral, que tomem a vacina”, informa.

Carnaval

Independentemente da Situação de Emergência, as escolas de samba do município seguem com seus ensaios. No dia 09 de fevereiro acontece o Grito de Carnaval, na Colônia Cacatu, no Vale do Gigante e, no dia 16, haverá o Concurso para escolha da Rainha e Rei Momo.

Neste ano, o tradicional carnaval acontecerá nos dias 01, 02, 03, 04 e 05 de março, com o Desfile das Escolas de Samba, Coroação do Rei Momo e Rainha, Baile Público na Avenida do Samba, Corrida Rústica das Fantasias, Carnaval dos Blocos Folclóricos e Escandalosas.

Com relação à febre amarela, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Comunicação, afirma que “antes da confirmação do primeiro caso, atuou de forma ágil e eficiente, iniciando a vacinação”. Alertou ainda aos foliões de outras localidades que forem participar das atrações carnavalescas na cidade para, por prevenção, tomarem a dose da vacina nos postos de saúde onde residem. “Vale lembrar que o período de imunização inicia somente dez dias após a aplicação da vacina”, conclui a nota.

Comentários e Opiniões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here