Esclarecimento do Terminal de Contêineres Paranaguá – TCP

0
19
NULL

Diante de notícia veiculada na terça-feira (16/6/2015) pelo Jornal dos Bairros com o título “TCP teria sido favorecido por presidente do TCU ilegalmente”, o TCP – Terminal de Contêineres de Paranaguá S.A. esclarece:

– O TCP é parte no processo TC-021.121.2013-3, julgado em 12 de novembro de 2014, sendo representado no mesmo pelos advogados Marçal Justen Filho (OAB/PR 7.468) e Maria Augusta Rost (OAB/DF 37.017).
– A advogada “Valéria Bittar Elbel (OAB/DF 35.733)”, mencionada na reportagem, representa a parte adversa, não o TCP.

Desta forma, não é verdadeira a informação que liga o TCP a atuação de sócios do filho do Ministro Aroldo Cedraz. Tais advogados não representam o TCP, mas a parte contrária. Foram derrotados no julgamento da representação formulada por seu cliente, rejeitada por unanimidade pelo Plenário do TCU.
Pelo exposto, o TCP reafirma não ter qualquer ligação com o assunto e coloca-se à disposição para esclarecimentos complementares, se necessário.

Nota da Redação do JB
A reportagem do JB teve como fonte de informação para produção da reportagem o jornal “O Globo” e o site “Regiaonoroeste.com”

Comentários e Opiniões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here