A temporada de verão 2018/2019 tem agradado aos comerciantes das praias do Litoral do Paraná. Diferente da temporada passada, que teve mais de 20 dias de chuvas ininterruptas, e finalizou em 18 de fevereiro, a deste ano está contando com muitos dias de sol intenso, altas temperaturas e uma duração maior, terminando somente após o Carnaval, em 10 de março.

De acordo com o Presidente da Associação de Hotéis, Pousadas, Restaurantes, Bares, Casas Noturnas e Similares do Litoral Paranaense (Assindilitoral), Carlos Dalberto Freire, a última temporada foi uma das piores dos últimos 50 anos. Em contraste, a região espera registrar, nesta atual, o melhor resultado dos últimos cinco anos em termos de faturamento e de movimento.

Atual temporada de verão no litoral é a melhor dos últimos anos 1
O Secretário de Desenvolvimento e Turismo afirma que a cidade teve um aumento de 30 a 35% no número de turistas. Foto: Jorge Woll/DER

Em Pontal do Paraná, por exemplo, o Secretário de Desenvolvimento e Turismo, Jaime Luiz Cousseau, afirma que essa está sendo uma das melhores temporadas dos últimos cinco anos. “Tivemos um crescimento de 30 a 35% no número de turistas em nosso município, comparado ao ano passado, e ainda temos um bom período, pois finaliza apenas em março”, diz.

O Presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola da cidade (Aciapar), Gilberto Espinosa, afirma que este aumento também deve ser considerado em relação à Ilha do Mel, de acordo com dados do Terminal de Embarque de passageiros, localizado em Pontal. Ele comemora o bom momento que o comércio da região vive. “O número de vagas para trabalhadores temporários em restaurantes, bares, sorveterias e em atividades de recreação acompanha a demanda”, afirma.

Segundo Espinosa, o número positivo é reflexo do bom tempo e do prolongamento da temporada, que tem 21 dias a mais do que a anterior. Este ano, ela durará 80 dias, tendo sido inaugurada em 21 de dezembro. No aspecto climático, o calor escaldante que tem feito ultimamente, com sensações térmicas de até 81ºC em cidades do Litoral, e as chuvas, frequentes no período, mas que têm acontecido, geralmente, à noite, após os veranistas já terem aproveitado o dia na praia, tem contribuído muito para o bom resultado.

André Mariano, profissional de turismo embarcado, na Ilha do Mel, há mais de 16 anos, também destaca esta temporada como uma das melhores dos últimos anos. “Além do clima, eu atribuo esse crescimento de movimento também às melhorias na infraestrutura do comércio da região e, além disto, diferentemente do ano passado, quando a Justiça embargou alguns estabelecimentos que promoviam música ao vivo, neste ano tivemos uma vida noturna muito animada, com mais som, o que agrada os turistas”, ressalta.

Falta de investimento

O Empresário José Reis de Freitas Neto, proprietário do Restaurante Casa do Barreado, no litoral, também comemora o bom tempo. “Estamos vivendo um dos melhores verões dos últimos anos, com dias quentes e de sol, ao contrário de outras temporadas, com semanas de chuva. Para o comércio litorâneo, esse fator isolado tem representado um aumento de turistas na região”, diz. Porém, ele acredita que a localidade ainda carece de investimentos que poderiam aumentar o desenvolvimento econômico e turístico. “Temos problemas de acesso às praias, abastecimento, pedágio desproporcional em relação ao estado vizinho, entre outros”, lamenta.

A economia também é uma preocupação para a população de Pontal do Paraná, que passou, recentemente, por uma demissão em massa na maior empresa da cidade. O Presidente da Aciapar declara receio sobre uma possível crise gerada pela dispensa de funcionários da Techint, em dezembro do ano passado. “Mais de 4 mil empregados foram demitidos e isso gerará impactos negativos na cidade. Além disto, a falta de investimentos, como a Faixa de Infraestrutura e o Porto, nos fragiliza. Teremos um período difícil pela frente”, afirma.

Ele explica que a suspensão das atividades da Techint irá impactar o comércio da cidade de uma maneira geral, sobretudo mercados e restaurantes, além de pousadas, principalmente após a temporada de verão, quando os veranistas não estarão mais na praia.

Comentários e Opiniões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here