guaratuba-inicia-a-temporada-de-verao-com-cidade-reformulada

Guaratuba passa por uma fase de restruturação para este início de temporada de verão, em que mais de 800 mil pessoas se encontrarão nas belas praias do município. Com uma população de 38 mil habitantes, a cidade praticamente aumenta, em 20 vezes, a quantidade de indivíduos, durante os meses de janeiro e fevereiro.

Para que, além dos moradores, os turistas sejam bem acomodados, o Secretário Municipal de Infraestrutura e Obras, Mário Ricardo Fiescher, afirma que os dois primeiros anos da gestão do Prefeito Roberto Justus (PMDB), foram focados na melhoria da infraestrutura da cidade.

“Guaratuba é um polo de turismo. Não temos grandes geradores de empregos, a receita principal é o turismo.
E estamos priorizando, neste momento, obras com um apelo turístico, que atendem ao desenvolvimento da cidade”, explica o Secretário.

Com este objetivo, estão em andamento, além das demais obras, três principais, que devem garantir o bom aspecto do município. São elas: o reperfilamento das principais vias, reforma do Terminal Turístico Pesqueiro e a recuperação da Praça Coronel Alexandre Mafra, conhecida como Praça Central de Guaratuba.

De acordo com Mário, estas são apenas algumas, dentre as mais de 30 que estão em andamento, e que só foram possíveis graças à atuação do Prefeito e do Deputado Nelson Justus (PMDB), junto ao Governo Estadual e Federal. “Justus tem, incessantemente, buscado recursos junto aos Ministérios, garantindo o recebimento de valores repassados por meio de emendas parlamentares”, diz.

Guaratuba inicia a temporada de verão com cidade reformulada 1
Projeto do Terminal Turístico finalizado

Obras estão praticamente concluídas

O reperfilamento do asfalto, caracterizado por uma camada fina de químico e de lama asfáltica, que serve para tapar os buracos mais rasos das ruas, já foi concluído. As ruas Nicolau Abagge, Damião Botelho, Curitiba e parte das ruas Rio Branco e Ponta Grossa receberam o trabalho, que incluiu as pinturas necessárias. O orçamento foi de R$ 1.523.253,70.

Além disto, a reforma da Praça Central também está quase finalizada. Segundo o Secretário, para que esta obra fosse iniciada, aconteceu um processo diferenciado. “Foi feito um concurso público para escolher o projeto que atenderia esta recuperação na praça. Participaram vários escritórios de Arquitetura e Engenharia e o vencedor foi definido por um júri, composto por pessoas da área, da cidade”, esclarece.

A Praça passa por uma reformulação e modernização total, que promete ser um espaço para recreação infantil e integração social. O projeto vencedor propõe a valorização do monumento arquitetônico Igreja de Nossa Senhora do Bom Sucesso, mantém a história do local, fundado por espanhóis e portugueses e, ao mesmo tempo, traz soluções contemporâneas e criativas.

Mário afirma que, até o prazo para a conclusão, em 27 de dezembro, a obra estará pronta. O orçamento para a revitalização foi de R$ 736.140, da União.

Existe ainda a reforma do Terminal Pesqueiro, que também deve ser concluída até o final deste mês. “Haverá um deck de frente para a baía, que estará devidamente pronto para atender a todos, moradores e turistas. O local também contará com um centro de informações de passeios náuticos e de pescarias, banheiros e um quiosque lanchonete com área de alimentação”, diz Fiescher. As obras custaram R$ 381.485, recurso oriundo do Governo Federal.

Sendo assim, com todas as obras dentro do prazo, teremos em Guaratuba, até o início da temporada, todas elas finalizadas”, comemora o Secretário.

Pavimentação será o próximo foco

Fiescher informa que, devido à priorização da infraestrutura, a cidade teve, em dois anos, todas as escolas e creches reformadas completamente, o que não acontecia há décadas. Além disto, também houve a inauguração de uma Unidade Básica de Saúde no bairro Coroados.

Nos dois próximos anos, a gestão será voltada à pavimentação de ruas e a manutenção das não pavimentadas. O Prefeito conseguiu uma série de equipamentos que irão ajudar neste assunto. Guaratuba tem 60% de sua área periférica não pavimentada, e estes equipamentos irão ajudar a melhorar a qualidade de vida da população destes locais”, afirma.

Comentários e Opiniões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here