Fios soltos levam risco à população de Paranaguá

0
16
NULL

A necessidade da Copel de fazer a elevação dos postes da Rua João Eugênio e adjacentes no bairro da Costeira, próximo da antiga sede do Consulado Paraguai, obrigou a operadora OI mexer no sistema de fiação do serviço de internet, paralelo a rede de distribuição de energia elétrica usada pela estatal em Paranaguá.

Apesar deste trabalho da Copel ter sido realizado em julho do ano passado, próximo de completar um ano, até hoje a Operadora OI não restabeleceu sua fiação, deixando um equipamento perigosamente suspenso por fios, com a possibilidade de romper a qualquer momento e causar uma fatalidade.

Por diversas vezes a operadora foi procurada para que restaurasse a fiação que, em alguns lugares, passou a gerar problemas na transmissão do sinal de internet. Vizinho ao poste que foi trocado pela Copel, o JB procurou a OI no sentido de resolver esta situação, mas sem atendimento pela Operadora, optou por trocar o sistema de acesso a internet, pela transmissão via rádio.

Contudo esta situação de fiação em desordem e com aspecto de um trabalho amador, não ocorre apenas na Costeira e pode ser visto em diversos pontos da cidade, principalmente na área central, como na Rua Julia da Costa e Rua Correia de Freitas. No bairro das Casas Populares, outra situação perigosa pode ser vista diante da Igreja de Nossa Senhora da Paz e, na Avenida Roque Vernalha, próxima da academia de ginástica, no prédio onde funciona a 3ª Ciretran.  

Num dos chamados feitos à Operadora OI, o técnico enviado não pode fazer a manutenção por não ser esta sua responsabilidade. Ele disse ainda que apenas dois técnicos cuidam deste setor e são responsáveis de atender todo litoral.

Comentários e Opiniões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here