Médicos cubanos chegarão à Morretes nos próximos meses

Profissionais virão para aumentar atendimento aos morretenses. Litoral já conta com cubanos na saúde pública em Guaraqueçaba.

por Redação JB Litoral
20/01/2014 00:00 (Última atualização: 20/01/2014)

NULL

Uma alternativa para propiciar uma melhora no atendimento básico de saúde foi o programa do Governo Federal conhecido como “Mais Médicos”, criado em 2013, trazendo milhares de médicos estrangeiros para atuar no país, principalmente em regiões que apresentam maior carência no setor. No litoral paranaense, no início de dezembro, o primeiro médico cubano veio para Guaraqueçaba, trata-se de Oscar Gomez Caballero, de 29 anos. Na última semana, a Prefeitura de Morretes anunciou a confirmação de que o programa estará presente no litoral, afirmando que irá trazer quatro médicos cubanos já no início de 2014.

Entrevistado pela imprensa, Cavallero defendeu o programa Mais Médicos, afirmando que o desinteresse dos médicos brasileiros em atuar em áreas carentes demonstra a necessidade de trazer profissionais estrangeiros para que o atendimento de saúde melhore no país. . “Eu acho que Brasil é muito bom. Tive uma grande oportunidade apresentada pelo meu país para acudir aqui o Brasil, para ajudar as pessoas mais pobres, ajudar o Sistema Único de Saúde, principalmente as pessoas que mais nos requerem, nos lugares mais afastados do Brasil”, afirmou, completando que está “preparado para atender todos os tipos de cidadãos”, disse na entrevista. A Secretaria de Saúde de Guaraqueçaba afirma que com a vinda dos médicos o município conseguirá atender a demanda de saúde em 100%.

Em Morretes a vinda dos médicos cubanos está sendo esperada para os próximos meses. “Aqui em nossa cidade não vamos discriminar ninguém. O médico pode ser de Cuba ou que qualquer outro país, desde que seja um profissional capacitado para atender à demanda e aos anseios da população”, declara o prefeito Helder Teófilo dos Santos, que recebeu o comunicado do Programa Mais Médicos, afirmando que Morretes será contemplado com quatro médicos de Cuba. Atualmente o município conta com nove médicos do Brasil para uma população de 15 mil habitantes. Apesar de já contar com uma estrutura de saúde, com equipes da Saúde da Família, postos de saúde, núcleo central e unidade móvel, para o prefeito a vinda dos médicos estrangeiros conseguirá maximizar ainda mais o atendimento.

*Com informações da Prefeitura de Morretes e Correio do Litoral.

Foto: Gramna.cu

Deixe um comentário