Mesmo distribuindo ivermectina cresce em 58% o número de mortes em Itajaí-SC

por Maximilian Santos [email protected] @maximilianjas
22/07/2020 16:32 (Última atualização: 22/07/2020)

A cidade portuária de Itajaí, em Santa Catarina, foi uma das primeiras no Brasil a adotar a distribuição do medicamento Ivermectina para a população, com a intenção de diminuir o número de casos graves de Covid-19 na cidade. Mesmo com as maiores e principais instituições científicas e médicas do País e do mundo não recomendando a disposição para a população com o objetivo de diminuir efeitos do novo coronavírus, algumas prefeituras investiram milhões no medicamento como medida de enfrentamento na pandemia.

A cidade de Paranaguá foi uma das que seguiram Itajaí-SC, mesmo sem recomendação do Conselho de Medicina, da Anvisa e da Sociedade Brasileira de Infectologia. O prefeito Marcelo Roque declarou que conversou com o prefeito da cidade do estado vizinho antes da decisão e acabou contratando os medicamentos para serem distribuídos no mesmo laboratório que Itajaí.

Porém, após duas semanas de começar a distribuição do medicamento, os números graves e de mortes em Itajaí não diminuíram, bem pelo contrário, aumentaram. Desde o dia 7 de julho, início da ação, os números de mortes contabilizados subiu quase 58%, saindo de 45 para 71 mortes no período. Os casos considerados ativos também saltaram de forma exponencial, de 132 para 431 pessoas. No mesmo período, o número de casos confirmados foram de 538.

Segundo a bula da ivermectina, os efeitos do medicamento no organismo humano ocorrem em aproximadamente 2 dias após a utilização. Ainda segundo especialistas, o período médio de incubação por coronavírus é de 5 dias, com intervalos que chegam até 12 dias, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.


Itajaí é o município que mais testa em Santa Catarina

Mesmo distribuindo ivermectina cresce em 58% o número de mortes em Itajaí-SC 2
Itajaí é a cidade que mais testa no estado de Santa Catarina

Recomendado pela OMS, pela Sociedade Brasileira de Infectologia e pelo CRM, a ampla testagem e o isolamento social são consideradas as melhores formas de enfrentamento da pandemia antes da disseminação de uma vacina. Itajaí é o município que mais testa a população para o coronavírus em Santa Catarina. O levantamento da Secretaria de Saúde compara os números apresentados pelos municípios com mais casos positivos no Estado. Na cidade portuária catarinense já foram realizados quase 30 mil testes de coronavírus nas redes pública e privada em quatro meses de pandemia. Ao todo, 2.643 moradores tiveram diagnóstico positivo para COVID-19, sendo que 2.185 já estavam recuperados até este domingo (19). Na cidade, os moradores têm acesso a dois tipos de exames pelo Sistema Único de Saúde (SUS): teste rápido e RT-PCR.