MPPR oferece denúncia por homicídio quadruplamente qualificado contra autor de feminicídio

por Redação JB Litoral
23/06/2020 15:02 (Última atualização: 23/06/2020)

MPPR oferece denúncia por homicídio quadruplamente qualificado contra autor de feminicídio 2
Heros Ferreira confessou o crime. Foto: Reprodução/Facebook

O Ministério Público do Paraná ofereceu nesta segunda-feira, 22 de junho, denúncia criminal contra um homem que matou a mulher com quem convivia em Paranaguá, no Litoral do estado. O crime ocorreu no dia 9 de junho – na ocasião, ele foi preso em flagrante, e a 1ª Vara Criminal da comarca decretou sua prisão preventiva (por tempo indeterminado).

 Apresentada pelo MPPR por meio da 6ª Promotoria de Justiça da comarca, a denúncia acusa o réu de homicídio qualificado por feminicídio majorado, motivo torpe, uso de meio cruel e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima. A mulher teria sido morta a golpes de pistão de trator enquanto dormia no quarto do casal, onde também estavam as duas crianças.

 O crime causou comoção na cidade, agravada com a divulgação de boatos infundados em redes sociais de que ele poderia ser solto a qualquer momento, o que não ocorreu – o homem continua preso.

 A pena pode chegar a 30 anos de prisão. O feminicídio é considerado crime hediondo, para o qual, a partir da entrada em vigor do Pacote Anticrime, passou-se a exigir o cumprimento de pelo menos 40% da pena para a progressão de regime, sendo vedado o livramento condicional quando o crime resulta em morte.

Da assessoria do MPPR