Neri Gouvêa é baleado em assalto em sua relojoaria Roaini

por Redação JB Litoral
12/09/2013 00:00 (Última atualização: 12/09/2013)

NULL

A tentativa de um assalto, ocorrido na tarde de terça-feira (12) poucos minutos antes das 10 horas, se transformou na tentativa de latrocínio, depois que o empresário Neri Gouvêa, foi atingido com por três tiros disparados por marginais que tentaram assaltar a relojoaria Roiani, no centro da cidade de Paranaguá.

De acordo com informações do programa Litoral Sul Notícias da rádio Litoral Sul FM, três marginais entraram na loja, poucos minutos antes das 10 horas e anunciaram o assalto, porém, sem motivo acabaram disparando contra o empresário que foi alvejado com dois tiros no abdômen e um no rosto.

Segundo o filho do empresário, o advogado Adonai Gouvêa, informou que foram seis tiros foram disparados contra seu pai e que os marginais não levaram nada da relojoaria. “Eles queriam só tirar a vida do meu pai”, desabafou o advogado, que estava bastante emocionado com a situação.

Após os disparos os marginais fugiram em disparada pelas ruas da cidade e, na altura do Terminal Urbano, foram perseguidos por populares e, na fuga, quase derrubaram o guarda municipal, Patrício, do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran).

Neste momento o guarda municipal, de forma ousada e corajosa, mesmo não portando arma letal investiu contra o marginal e conseguiu prendê-lo. Na sequência uma viatura da Polícia Militar veio em sua ajuda e conseguiram detê-lo.

Na relojoaria o empresário foi atendido pelo Samu que, segundo Adonai Gouvêa, levou cerca de 20 minutos para prestar os primeiros socorros. Ele foi levado as pressas para o Hospital Regional do Litoral, onde passa por cirurgia para retirada das balas.

Esta não é a primeira vez que a Roiani é alvo de assalto, a última vez ocorreu no dia 12 de dezembro do ano passado, segundo Adonai Gouvêa.

Apenas dois assaltantes estão presos e, um deles já está com sua identificação confirmada, trata-se do jovem João Maria França Junior, 20 anos, que admitiu participação no assalto.

O outro se identificou como Orlei Gonçalves, mas até o momento esta identificação não foi confirmada. O terceiro continua foragido e, de acordo com o capitão Nelson da Polícia Militar, a polícia já está mobilizada na sua captura e pede que a população denuncie qualquer atitude suspeita.

 

Deixe um comentário