No litoral, comércio reabre a partir de amanhã (22). Saiba os horários na sua cidade

por Luiza Rampelotti
21/07/2020 20:01 (Última atualização: 21/07/2020)

Cidades balneárias adotam regras unificadas para o funcionamento do comércio. Foto: Arnaldo Alves/AEN

Após o fim da “quarentena restritiva” imposta pelo governador Ratinho Junior (PSD), por meio do decreto estadual nº 4.942/20, no litoral do Paraná, as atividades não essenciais podem voltar a funcionar a partir de quarta-feira (22). A medida mais rigorosa passou a valer no dia 08 deste mês, devido ao aumento espantoso no número de casos e óbitos confirmados por coronavírus na região, e durou 14 dias, até esta terça-feira (21).

O governo estadual, juntamente com a secretaria estadual de Saúde (SESA), agradeceu o apoio dos gestores municipais em relação ao decreto. “Os resultados positivos do período de quarentena restritiva serão percebidos nos próximos dias”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Na prática, ficaram fechados, durante o período de quarentena, comércios, shoppings, academias, salões de beleza, bares e restaurantes (exceto para prestar o serviço via delivery), entre outras atividades consideradas não essenciais. O decreto adotou, também, um toque de recolher nas sete cidades do litoral, entre 22h e 05h.

Além disso, o ato normativo determinou que o serviço de transporte público dos municípios ficasse restrito aos usuários que trabalham em serviços essenciais. O governador autorizou, ainda, que os Poderes Municipais realizassem barreiras sanitárias de controle de acesso, para o monitoramento de pessoas em seus territórios.

De acordo com ele, a quarentena foi necessária devido ao aumento no número de casos e, também, em razão da falta de insumos e medicamentos para a manutenção de pacientes instalados nas UTIs. O governador destacou, ainda, que o Estado estava sofrendo com a falta de profissionais intensivistas, especialistas em UTIs. “Precisamos fazer com que a curva de contágio perca a sua velocidade para que toda essa estrutura que já temos possa suportar esses atendimentos, já que temos, inclusive, escassez de mão de obra”, disse, na época.

Praias adotam regras unificadas

As cidades balneárias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná voltam a adotar regras unificadas sobre o funcionamento do comércio, serviços e outras atividades. As novas regras são semelhantes às adotadas pelos três municípios no início de julho.

Em essência, as medidas mantêm as exigências no sentido da responsabilidade consciente, de forma que estabelecimentos, clientes e todos os cidadãos respeitem as normas sanitárias para proteger a si e aos outros. As regras de higienização e distância permanecem e deverão ser rigorosamente cumpridas. As orientações para as pessoas evitarem sair de casa e circular o mínimo possível permanecem.

Entre as mudanças, os supermercados poderão abrir aos domingos. “Verificou-se que a proibição de funcionamento neste dia acabou provocando maior possibilidade de aglomeração aos sábados. A regra também vai valer para outros mercados, mercearias, panificadoras e distribuidoras”, explica o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus (DEM).

Além disso, os serviços e atividades não essenciais, que incluem grande parte do comércio, que tinham de fechar no sábado às 13h, poderão funcionar até às 16h. Porém, no domingo terão de permanecer fechados. De segunda a sexta, poderão funcionar normalmente.

Já os restaurantes e bares só podem continuar funcionando após às 16h de sábado e no domingo em sistema de delivery e drive-thru.

O acesso às praias, faixas de areia e calçadões está liberado de segunda a sexta-feira, até às 18h. A partir das 18h de sexta-feira, aos sábados e domingos, está proibido. As embarcações de recreio só poderão navegar nas baías de 2ª a 5ª feira.

Para as atividades religiosas, permanece a permissão de seu funcionamento presencial com todas as restrições impostas pela Resolução nº 856 de 1º de julho, da Secretaria de Estado da Saúde.

Fica proibida, em todos os dias da semana, a comercialização de bebidas alcoólicas, assim como seu consumo em vias públicas, entre às 22h de um dia e 6h de outro. A proibição estende-se ao consumo de bebidas alcoólicas em frente e no entorno de residências e de estabelecimentos comerciais em geral.

Comércio em Antonina – das 09h às 21h

Em Antonina, volta a vigorar o decreto municipal nº 89/2020, que foi publicado em abril. Por meio dele, está estabelecido que os estabelecimentos comerciais poderão retornar às suas atividades de atendimento ao público das 09h às 21h, independentemente da autorização constante em alvará.

Além disso, também permite que restaurantes e lanchonetes atendam normalmente, porém com lotação de 50% da capacidade do local e sem a utilização do sistema buffet (self service), adotando práticas de servir aos clientes sem estes terem acesso aos utensílios de uso coletivo e filas.

O decreto também afirma que, obrigatoriamente, devem permanecer em isolamento domiciliar pessoas com idade igual ou superior a 70 anos, crianças de 0 a 12 anos, imunossuprimidos, portadores de doenças crônicas, gestantes e lactantes.

Morretes e Guaraqueçaba sem informações

Até a conclusão desta reportagem, as prefeituras de Morretes e Guaraqueçaba não haviam informado a respeito de novos decretos (ou o retorno de normas anteriores) para o funcionamento de seus comércios e atividades não essenciais. Assim que as informações forem divulgadas, este conteúdo será atualizado.

Para saber sobre o horário de funcionamento do comércio em Paranaguá, leia aqui: Novo decreto municipal prioriza comércio local