No Paraná, 41 municípios são afetados pelo temporal

por Redação JB Litoral
01/07/2020 13:04 (Última atualização: 01/07/2020)

Até o momento, 137 pessoas estão desalojadas, 12 desabrigadas e há 1.501 casas danificadas, no Estado.

O ciclone extratropical que atingiu a região Sul do País na terça-feira (30) causou estragos no estado. Em algumas regiões, as rajadas de vento chegaram até 120 km/h e chuvas de granizo. O último boletim da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil, publicado às 12h desta quarta-feira (01), mostra que 41 municípios foram atingidos, afetando 10.590 pessoas. Até o momento, os dados indicam que 137 pessoas estão desalojadas e 12 desabrigadas e há 1.501 casas danificadas.

 As equipes do Corpo de Bombeiros e dos núcleos municipais de Defesa Civil continuam fazendo os atendimentos. O próximo boletim será divulgado às 15h. Pelo menos 1,2 milhão de unidades consumidoras da Companhia Paranaense Energia (Copel).  Quase dois terços em Curitiba, Região Metropolitana e no Litoral.

VENTOS MODERADOS

 De acordo com o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), os ventos mais fortes acontecem na Região Metropolita de Curitiba e no Litoral, com rajadas entre 50 km/h e 70 km/h. O ciclone extratropical situa-se sobre o mar na altura do Rio Grande do Sul e do Uruguai.

Os ventos tendem a diminuir gradualmente à medida que esse ciclone se dirija ao oceano, mas população deve acompanhar as informações meteorológicas e alertas da Defesa Civil, tomando sempre o cuidado de consultar as fontes oficiais”, afirma o tenente Marcos Vidal, da Comunicação Social da Defesa Civil Estadual.

MUNICÍPIOS ATINGIDOS

 De acordo  com a Coordenadoria Estadual da Defesa Civil, a lista atualizada de municípios atingidos inclui: Antonina, Araucária, Barbosa Ferraz, Bela Vista da Caroba, Candói, Cantagalo, Cascavel, Clevelândia, Contenda, Curitiba, Dois Vizinhos, Faxinal, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, General Carneiro, Guarapuava, Lapa, Laranjeiras do Sul, Mandirituba, Manoel Ribas, Maringá, Matinhos, Missal, Nova Prata do Iguaçu, Palmas, Paranaguá, Pérola do Oeste, Pinhais, Pinhão, Piraquara, Ponta Grossa, Pontal do Paraná, Quatro Barras, Reserva, Salto do Lontra, Santa Izabel do Oeste, Santa Lúcia, São José dos Pinhais, Telêmaco Borba, Tibagi e Ubiratã.

Com informações da AEN