Geral

ACIAP realiza primeira reunião após posse da nova diretoria

O presidente, Eloir Martins, fez a apresentação dos novos nomes da diretoria da ACIAP.
O presidente, Eloir Martins, fez a apresentação dos novos nomes da diretoria da ACIAP.

Na terça-feira (09), aconteceu a primeira reunião da nova diretoria na sede da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (ACIAP) com o novo presidente, Eloir Martins, fazendo a apresentação dos novos integrantes das Câmaras Setoriais para o mandato de 2018 a 2020.

Entre a mais recente composição da administração estão: Jacqueline Guimbala, que assume o Conselho da Mulher Executiva; Danilo Alves, na Câmara de Assuntos Sindicais; Terezinha Barletta Cordeiro Hamud e José Roberto Correia no Conselho Fiscal. 

No decorrer da reunião, os novos diretores se apresentaram e receberam congratulações daqueles que, desde a gestão anterior, continuam integrando o colegiado. Na oportunidade foi entregue o planejamento de trabalho do Conselho da Mulher Executiva para o próximo biênio.

Levando em conta o encerramento do primeiro turno das eleições gerais, o diretor de Patrimônio Luiz Augusto Pellegrini, elogiou o desempenho da campanha “Litoral Mais Forte”, promovida pela entidade, com o objetivo de resgatar a representação política para a região. Apesar de nenhum candidato do litoral ter se elegido, Luiz considerou que a campanha foi coroada de êxito pois alcançou 76% dos usuários das redes sociais dos sete municípios.  “Existem 210 mil usuários nas redes, nós alcançamos 160 mil através das publicações e tivemos um milhão e 400 mil reações, ou seja, de interação com o conteúdo publicado. E ainda alcançamos 100% dos moradores de Paranaguá com os outdoors instalados em áreas estratégicas da cidade”, disse. 

O diretor crê ainda que exista a possibilidade de o município ter um representante, pois Alceu Maron Filho (PROS), Alceuzinho Maron, o candidato a deputado estadual mais votado na cidade com 17.425 votos, ficou na segunda suplência da coligação e na primeira do seu partido. Ou seja, se dois deputados eleitos assumirem secretarias de Estado, ou ainda, se houver uma infidelidade partidária no PROS, ele é a primeira opção para assumir a cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná.

No entanto, Luiz Augusto criticou a quantidade de candidatos que participaram do processo eleitoral, e atribuiu a falta de representatividade à essa situação. “Foram 25 nomes. O excesso de candidatos desmotivou a população e vendeu a imagem de que, se eles não são unidos e não estão preocupados, a população pode votar em quem quiser. Altônia tem 40 mil habitantes e elegeu um deputado, e nós com quase 100 mil eleitores, fomos incompetentes”, declarou.

Para ele, a meta de conscientização foi cumprida e a ACIAP deve continuar investindo na campanha para eleições futuras. 

De acordo com Diretora da Câmara Setorial de Ensino, Ângela Maria Palanicheski, a campanha criou um novo olhar na cidade e, por meio dela, foi oficializada uma postura política. “Agora temos medidores. A campanha não foi solta ao vento, teve um começo, meio e fim, foi muito bem desenvolvida. E isso pontua para que a gente possa continuar cobrando que Paranaguá se una na questão política”, afirmou.