Policial

Mulheres são detidas tentando entrar na carceragem da 1.ª SDP com celulares

Suspeitas estavam com os aparelhos escondidos no corpo
Mulheres são detidas tentando entrar na carceragem da 1.ª SDP com celulares

Duas mulheres foram detidas ao tentar entrar com telefones celulares no setor de carceragem da 1.ª Subdivisão Policial de Paranaguá, na tarde de terça-feira, 30. Os aparelhos, juntamente com carregadores e chips, estavam escondidos nas partes íntimas das visitantes, as quais foram flagradas durante a revista de rotina aos visitantes.

As duas mulheres, de 26 e 27 anos, com endereços nas vilas Santa Maria e São Jorge, respectivamente, tinham ido encontrar seus companheiros que se encontram recolhidos na carceragem da 1.ª SDP à disposição da Justiça. Na inspeção realizada pelos agentes de cadeia, que teve o apoio de uma guarda civil municipal, foi descoberto que as suspeitas estavam com os aparelhos dentro da vagina, quando elas passaram por um banco com detector de metal.

Após o flagrante, as duas mulheres retiraram os objetos do corpo e foram encaminhadas para o plantão da delegacia, para serem ouvidas em Termo Circunstanciado (TC), conforme previsto no Artigo 349-A do Código Penal, que trata do crime de ingresso de aparelhos celulares em estabelecimento prisional e que prevê pena de três meses até um ano de detenção.

Uma das detidas já tinha passagem pela polícia. Em junho ela foi presa junto com o marido, em uma ação da Polícia Civil de Paranaguá, que resultou na apreensão de duas balanças de precisão, 24 gramas de cocaína e um revólver calibre 38.