Poder

Áudio do prefeito traz indícios de contratação irregular de professor de educação física em Antonina

Ultima Atualização: 18.10.2019 às 14:00:36
Este é o 3º áudio do prefeito que vaza na cidade, antes dele vazou o da corrupção em obra e do aumento da tarifa no Samae

O vazamento de uma série de áudios, envolvendo suspeitas ações da gestão do Prefeito José Paulo Viera Azim (PSB), na cidade de Antonina, tem mostrado indícios de corrupção no uso dos recursos públicos e, mais recentemente, na contratação de servidor. Tornado público nas redes sociais e em grupos de WhatsApp, a partir de uma divulgação do Cidadão TV – CTV, “A Voz do Cidadão”, um Portal de informação, cultura e entretenimento, a contratação do Professor de Educação Física, Wallace Mendes Cordeiro, em maio do ano passado, pode ter ocorrido de forma fraudulenta.

No áudio, que supostamente seria do primeiro ano da atual gestão, onde alguém gravou conversa do Prefeito Zé Paulo com uma pessoa não identificada, que pode ser o Ex-secretário de Educação, no caso, Marcio Hais de Natal Balera, ele sugere que o concurso público poderia ser a única alternativa para se “chegar nele”, em Wallace, e publicar o seu chamamento em Diário Oficial.

“Até mesmo porque ninguém vai estar antenado”, argumenta o prefeito, que é alertado pelo secretário. “Mas será que aqui não vão embargar?”. Entretanto, ele mantém a alternativa, dizendo não haver aprovados da cidade. “Só tem uma menina que é a primeira colocada que vai embora para Maringá, o resto é tudo gente de fora”, argumenta o prefeito, lembrando que Wallace é o 10º colocado e havia nove na sua frente.

Mesmo diante da preocupação da pessoa não identificada no áudio, o prefeito segue na sua intenção e determina uma conversa com Luciano, que seria Luciano Broska, primo do Vereador Paulo Roberto Broska (PSDB). No áudio, é dito que Luciano estaria se sentindo desvalorizado. “É outra perna aí que eu acho que você tem que conversar, porque ele está começando a soltar torpedinhos aí”, diz o prefeito. Por sua vez, a pessoa argumenta que verá para ele um TIDE, sigla do benefício Tempo Integral e Dedicação Exclusiva. A conversa segue com Zé Paulo sugerindo que ele interaja mais com alguém de nome Tiago, afirma gostar do Luciano e pede que a pessoa antecipe a conversa.
 

Informações do áudio conferem
 

Diante desta situação, o JB Litoral levantou as questões legais sobre esta situação e constatou que a 1ª colocada no concurso é Tatiana Gomes Bonfim, hoje, Tatiana Garcia que, de fato, se encontra morando na cidade de Maringá. Verificou, ainda, que procede a informação de que Wallace ficou em 10º lugar, todas elas mencionadas no áudio.

Trata-se do concurso público feito em 2012, na gestão do Prefeito João Ubirajara Lopes (PSC), o João Domero, o qual ofertou apenas duas vagas para professor de Educação Física. Além de Tatiana, a 2ª colocada é Maria Eloiza Bazanela Lins e nenhuma delas faz parte do quadro fixo da prefeitura. Foi levantando que a prorrogação do prazo de chamamento para a vaga ocorreu em 2016, apesar de o concurso público ter sido lançado em janeiro de 2012 e validade até 2014, com a possiblidade de apenas uma prorrogação por uma única vez, por mais dois anos. Entretanto, ela ocorreu em abril e o edital do concurso foi lançado em janeiro, três meses antes. Ainda no edital, havia a obrigação, segundo o item 4.5, que a nomeação deveria respeitar a ordem de classificação final.

Após a prorrogação feita em 2016, o chamamento realizado pela prefeitura, nesta gestão, ocorreu no dia 6 de abril do ano passado, por meio do edital 05/2018, assinado pelo Prefeito Zé Paulo e publicado pelo servidor Luciano Broska da Silva, cujo nome é citado no áudio. Uma pesquisa no Portal da Transparência mostrou, também, que até o final de 2018 Luciano recebia uma gratificação de quase R$ 2 mil e, a partir de janeiro deste ano, aumentou quase 50%.


Aprovada em 1º lugar sabe do áudio
 

A reportagem procurou a primeira colocada no concurso público, por meio de sua rede social e também o seu marido, Hyan Cristovão, que se manifestou nas redes sociais sobre o assunto. “Ninguém vai estar antenado? Já estamos sabendo aqui em Maringá”, postou indignado.

A aprovada sugeriu que conversássemos com seu irmão, que é advogado, para falar sobre o caso e, este por sua vez, depois de admitir que ela nunca foi convocada, disse que vai levantar toda a documentação sobre o concurso antes de tomar qualquer medida legal.

A reportagem procurou no Portal da Transparência e no Diário Oficial Eletrônico (DOE) as portarias ou decretos de que Tatiana e Maria Eloiza abrem mão da vaga de professor de educação física na prefeitura, mas não encontrou.
 

Prefeitura não responde
 

O JB Litoral também procurou a prefeitura, por meio da Secretaria de Comunicação, na pessoa do titular da pasta, Jorge Alberto Sonda, e enviou três questionamentos a respeito do assunto, inclusive pelos dois números de seu celular, entre eles, se o prefeito está tomando alguma providência a respeito do áudio e se contesta sua legalidade e legitimidade. Mas até o fechamento desta edição não houve resposta.

Da mesma forma, a reportagem procurou o Professor Wallace Mendes Cordeiro, contratado desde maio do ano passado, para que se manifestasse sobre esta situação, porém, ele preferiu esperar a reportagem para decidir se irá ou não dar sua versão dos fatos na próxima edição.


Comentários