Paranaguá

Filarmônica Antoninense faz parceria com a Cattalini e abre inscrições para novas turmas

Ultima Atualização: 22.01.2020 às 20:36:30
Parceria entre a instituição musical e a Cattalini possibilitou a criação de um polo em Paranaguá

Desde 2018, alunos de Paranaguá contam com um novo polo de ensino da escola de música da cidade de Antonina. Por meio de uma parceria entre a instituição e a Cattalini Terminais Marítimos, as aulas passaram a ser ministradas também na cidade vizinha. Para que isso acontecesse, o responsável pela entidade fez um projeto para a Lei Rouanet, a qual incentiva a cultura no país. Segundo o presidente da Filarmônica Antoninense, Renan Gabriel Pinheiro Gonçalves, houve a aprovação do estudo, e, a partir disso, surgiu o convite da empresa, que possui o maior terminal de líquidos do Brasil, para a instalação do estabelecimento musical no município. “Eles nos deram essa oportunidade e quiseram que abríssemos um polo. Não recusamos, justamente porque a música, para nós, é algo que deve atingir a todos, seja em Antonina, Morretes, Paranaguá, seja onde for”, complementou.

Hoje, 230 alunos frequentam as aulas nas duas cidades. Os estudantes, atendidos em Paranaguá, frequentam as escolas municipais Randolfo Arzua e Presidente Costa e Silva, além do colégio estadual Bento Munhoz da Rocha Neto. Este ano, o polo do município ofertará 64 vagas para toda a comunidade. O corpo docente é formado por três professores, um para aula de instrumento e dois educadores para as disciplinas de percepção musical, grafia musical e canto coral.

O presidente ressalta a importância da música na vida dos estudantes. De acordo com ele, o contato direto com o mundo musical reflete na educação de quem está aprendendo. “Durante o estudo de um instrumento, o aluno incorpora questões cognitivas, comportamentais, de relacionamento, disciplina e concentração. Nós fazemos o nosso papel, aqui, para formarmos cidadãos”, finalizou.


Inscrições para o ano letivo de 2020


No dia 10 deste mês, para receber novos alunos, o estabelecimento privado, sem fins lucrativos, já começou a realizar as matrículas para as turmas de 2020. Em Antonina, as inscrições vão até o dia 20 de janeiro. A idade mínima para entrar na escola de música é 9 anos, mas, de acordo com Renan, as aulas não se limitam somente a crianças e adolescentes, adultos também podem se inscrever no processo. “A idade máxima não existe, eu já dei aula para um senhor de mais de 70 anos. Ele se formou, pegou o seu diploma. Não tem impeditivo nenhum, disse.

Os interessados em se matricular devem procurar a sede da Filarmônica, instalada na Rua Doutor Bruno, nº 119, no centro de Antonina. Não há taxa de matrícula, somente é cobrado um pequeno valor mensalmente. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. Já em Paranaguá, o período de inscrição começa no dia 21 de janeiro, encerrando-se no dia 23 do mesmo mês. O horário para levar a documentação é das 10h às 15h. O polo fica na Rua José Azevedo, 2438, atrás do Santuário do Rocio. O curso na cidade é 100% gratuito.

Os participantes e/ou responsáveis devem levar, no ato da inscrição, RG, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda e Histórico Escolar. Um dos critérios de seleção é feito com base no desempenho escolar dos candidatos. As aulas começam no dia 3 de fevereiro. Para obter mais informações é só ligar no (41) 3432-1444 (Antonina) e no (41) 9 8800-9245 (Paranaguá).

Comentários