Morretes

Matinhos recebeu Menção Honrosa na 7ª edição do Prêmio Gestor Público Paraná

Ultima Atualização: 28.11.2019 às 12:47:05
Equipe da Secretaria de Meio Ambiente premiada com a Menção Honrosa do PGP ( Foto: Divulgação)

A cidade balneária de Matinhos recebeu, no dia 12 deste mês, a Menção Honrosa da 7ª edição do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR), por desenvolver e dar continuidade ao projeto Protegendo a Vida, da Secretaria de Meio Ambiente. A solenidade aconteceu na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), em Curitiba, e contou com a presença das autoridades do Estado.

O Protegendo a Vida oferece castrações gratuitas para animais de rua, além de recolhimento dos animais de grande porte (cavalo e boi) que se encontram soltos em vias públicas. Para isto, a população matinhense tem grande participação no projeto, a qual auxilia no tratamento do pré e pós-operatório e, também, com a acolhida dos animais.

O Veterinário da Secretaria de Meio Ambiente, Takashi Yotsumoto, explica que, desde 2017, a população participa na castração dos gatos e cachorros de rua.

A gente faz questão da participação da população, pois, com isto, conseguimos ter um custo menor e atender mais animais. O morador se responsabiliza pelos cuidados com o animal no pré-operatório e no pós, sem a obrigatoriedade de adotar o bicho, pois pode soltá-lo logo após a melhora atestada. Assim, conseguimos castrar o triplo de animais pelo valor de um”, diz. Por ano, 900 animais, entre cães e gatos, são castrados no município.

Segundo ele, o programa se expandiu em 2018, quando houve um aumento na necessidade do recolhimento de animais de grande porte, como bois e cavalos. “Baseados na atitude de que a população deve participar nestas ações, o Prefeito Ruy Hauer assinou um Decreto permitindo que nomeássemos fieis depositários para abrigar este animal. Sendo assim, a Prefeitura recolhe o cavalo ou o boi abandonado em via pública e o fiel depositário fica com ele durante 10 dias, nos quais o Executivo mantém a alimentação e assistência veterinária”, explica.

“A gente faz questão da participação da população, pois, com isto, conseguimos ter um custo menor e atender mais animais”

Caso o animal abandonado tenha dono, e este apareça, ele paga uma multa de R$ 400 por ter deixado o bicho solto e, caso constatado maus tratos, uma multa adicional no valor de R$ 2 mil. Se, após os 10 dias de abrigo, o dono não se manifestar, o Executivo realiza um termo de doação do animal ao fiel depositário, que passa a se responsabilizar integralmente pelo cuidado.
 

7ª edição do Prêmio Gestor Público Paraná


Consolidado como uma das premiações mais importantes deste segmento no Brasil, o Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep) promove o evento para coroar o trabalho realizado pelos bons gestores públicos e como forma de incentivo para que novas iniciativas sejam construídas e aplicadas nos municípios. Nesta edição, o PGP-PR conquistou uma marca importante: 20% dos municípios paranaense se cadastraram na premiação, batendo recordes de projetos e participação.  Ao todo, foram 200 homologados de 79 cidades. Todas as iniciativas estão anexadas no Banco de Projetos do site do Prêmio, para que possam servir de inspiração aos gestores do país e podendo implementá-las em suas cidades.

O tema do ano deste ano foi  o “Urbanismo: Planejar o município é melhorar a vida”, analisando a capacidade de planejamento e execução de ações que desenvolvam as áreas rural e urbana dos municípios. As propostas de todas as áreas da gestão pública foram inscritas e premiadas na ALEP. “A dificuldade que teve a Comissão Julgadora para escolher os premiados foi muito grande, o que demonstra que devagar as coisas estão melhorando na administração pública municipal paranaense, porque estão conseguindo fazer projetos melhores, com resultados efetivos e com muito benefício para as suas comunidades”, assegura o Coordenador-geral do Prêmio, Laerzio Chiesorin Junior.

 

Comentários