Destaques

Paróquia Nª Sª dos Navegantes realiza a 4ª Festa da Cotinga

Paróquia Nª Sª dos Navegantes realiza a 4ª Festa da Cotinga

Pelo 4º ano consecutivo, a Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes da Ilha dos Valadares realiza a Festa da Cotinga, iniciativa do pároco Padre Binu Joseph, que vem promovendo naquela localidade, a realização anual da missa nas ruínas da Ermida dedicada a Nossa Senhora das Mercês. A igreja foi construída na terceira cumeada do Morro da Cotinga, cujo acesso é feito por uma escadaria rústica, composta por 365 degraus em meio à Mata Atlântica, de onde se descortina uma bela visão da baía de Paranaguá e de toda a região.

A atividade festiva aconteceu ontem e teve como ponto alto a celebração da Eucaristia pela parte da manhã. Após o almoço, organizado pelas pastorais da paróquia, os visitantes realizaram um passeio até a aldeia dos índios Guarani e aproveitaram para apreciar as belezas do local. Todos se concentraram nas instalações do Iate Clube e se dirigiram para o alto do morro, onde estão os restos da antiga igrejinha; ali foram celebrados os ofícios religiosos com a participação de cantores e ministros da Sagrada Comunhão, além de leitores e coroinhas.

O evento, que reúne centenas de fieis todos os anos, tem por finalidade resgatar a memória dos primeiros colonizadores que se instalaram na Ilha da Cotinga e ali, mais tarde, mandaram construir uma pequena capela em honra à Virgem Maria, a qual veneravam com o título de Nossa Senhora das Mercês.

O pároco agradeceu o empenho de todos e a participação dos fieis em mais esta festa, dizendo que, ali, as pessoas estavam mais perto de Deus, porque Ele se manifesta de forma especial junto à natureza. Padre Binu destacou também a memória dos escravos, que ajudaram a construir o templo e, muitos deles, deram a vida trabalhando ali.

De acordo com a história, a igrejinha foi erguida em 1677 pelos habitantes da futura Província do Paraná e demolida 22 anos depois, com a intenção de aproveitar o seu material na estrutura da construção da Igreja de São Benedito, já em território continental. Em 1993 a Igreja de Nossa Senhora das Mercês foi reconstruída e, em seu local de origem, recebeu reformas no ano de 2000, para os festejos dos 500 anos do descobrimento do Brasil.

Atualmente ela está abandonada, à espera de restauração e consequente resgate da memória histórica e religiosa de Paranaguá.