Policial

Polícia Ambiental apreende caranguejos e pássaros em ações no fim de semana

Durante as atividades, militares apreenderam também uma rede de pesca
Polícia Ambiental apreende caranguejos  e pássaros em ações no fim de semana
 Na fiscalização, policiais orientaram pescadores      

No fim de semana, policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde (BPAmb-FV) apreenderam 25 dúzias de caranguejo-uçá (ucides cordatus) que foram capturados dentro do período de defeso. Nas ações, que ocorreram nos municípios de Guaraqueçaba e Antonina, ainda houve a apreensão de uma rede de pesca e de oito pássaros silvestres mantidos em cativeiro ilegalmente.

A operação foi desencadeada por equipes do 3.º Pelotão da 1.ª Companhia de Polícia Ambiental, a qual informou que, com a véspera da liberação da caça de caranguejo-uçá,  os policiais intensificaram o patrulhamento nos rios e mangues, com maior observância na Área de Proteção Ambiental de Guaraqueçaba, com o intuito de prevenir e reprimir eventuais práticas delituosas.

No domingo, 25, logo no início das atividades, os militares abordaram embarcações e orientaram os condutores e tripulantes sobre a legislação referente à pesca e o defeso do robalo, o que está em vigor até 31 de dezembro. Na sequência, foi flagrada uma rede de pesca, de 60 metros x 3 metros, com malha de 13 centímetros, armada em local proibido, junto às pedras, na Ilha da Banana, contrariando a portaria do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambeintal e dos Recursos Naturais Renováveis). A rede foi apreendida e encaminhada ao posto ambiental de Guaraqueçaba para os procedimentos cabíveis.

Em seguida, em um manguezal em frente à Pedra do Veado, os militares flagraram dois indivíduos em atitude suspeita, os quais, ao avistarem a embarcação dos policiais se aproximando, fugiram para o manguezal. Durante as buscas, foram localizados sacos contendo 10 dúzias de caranguejo-uça, o qual encontra no período de defeso até o dia primeiro de dezembro.

ANTONINA

Pássaros e gaiolas foram encaminhados ao IAP         

Ainda na manhã de domingo, 25, a Polícia Ambiental apreendeu oito pássaros que eram mantidos em cativeiro sem autorização do órgão competente. A ação ocorreu em uma casa na localidade do Portinho, na cidade de Antonina.

Um homem de 52 anos, proprietário da moradia, recebeu uma multa no valor de R$ 13.000,00 e ainda assinou Termo Circunstanciado pela Comarca de Antonina, por crime ambiental, e foi liberado.

300 caranguejos foram soltos no mangue                    

Ao todo, foram apreendidos três patativas (sporophila plúmbea), três coleiros (sporophila caerulescens) e dois pixoxós (sporophila frontalis), que estão na Lista Oficial da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. As aves e as gaiolas foram encaminhadas, na segunda-feira, 26, para a sede Instituto Ambiental do Paraná (IAP) em Paranaguá.

Em outra ação na cidade de Antonina, no sábado, 24, os policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde apreenderam mais 15 dúzias de caranguejo-uçá durante patrulhamento pela localidade do Pinheirinho.

Conforme a ocorrência, durante a fiscalização e, os militares entraram em um trilha que dá acesso ao mangue, e flagraram um homem em atitude suspeita, o qual fugiu para dentro da vegetação. Durante a vistoria, os policiais encontraram três sacos de náilon contendo os caranguejos.

A Polícia Ambiental informa que as ações continuarão por toda a área costeira e também em bloqueios de vias em pontos estratégicos do litoral paranaense para coibir crime ambientais. Todos os caranguejos apreendidos foram soltos em seu habitat natural.