Yared se reúne com Ministro dos Transportes na busca de mais Desenvolvimento ao Paraná

por Redação JB Litoral
26/04/2018 17:44 (Última atualização: 26/04/2018)

Deputada foi ao Ministério dos Transportes para falar sobre desenvolvimento e infraestrutura

A Deputada Federal Christiane Yared (PR-PR) se reuniu, nesta quarta-feira (18), em Brasília, com o Ministro dos Transportes, Valter Casimiro Silveira, e o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Paraná (DENIT-PR), José da Silva Tiago. Ao longo do encontro, a parlamentar tratou de três importantes assuntos para a economia e o turismo do Paraná. Entre os pontos discutidos está um novo traçado para desafogar o transporte de cargas pesadas do centro de Curitiba e melhorias ferroviárias, que darão mais destaque ao polo gastronômico e histórico com o trem de passeio e turismo, além de novas vias para aprimorar a ligação de cargas com os portos de Paranaguá, Antonina e Pontal do Paraná.

O Paraná é o único estado brasileiro banhado pelo Oceano Atlântico que não conta com a BR-101. Para a deputada, a falta da rodovia no estado deixa de colocar o Paraná em condições de igualdade e competitividade com grandes portos como o de Itajaí, em Santa Catarina, e Santos, em São Paulo.

Este é um dos principais gargalos para o escoamento de grãos de nossa poderosa agricultura. Não podemos deixar quem salva a economia nacional para segundo plano. A agricultura é a responsável por segurar o PIB do país. Portanto, nós, agentes políticos, temos o dever de lutar pela melhoria das infraestruturas viárias que beneficiem a economia do Brasil, tanto a terrestre e ferroviária, principal delas, quanto as hidrovias, destaca a parlamentar.

Novo traçado

O novo traçado para desafogar o transporte de cargas pesadas do centro de Curitiba é uma das preocupações de Yared. A solução proposta é interligar a Rodovia Régis Bitencourt (BR-116) e a Rodovia Governador Ney Braga (BR-277), na direção do interior do Paraná, passando pelos municípios de Colombo e Almirante Tamandaré.

Parado no tempo

Segundo Yared, o estado ficou “parado no tempo”. “Estradas ruins, pedágios caros, transporte ferroviário ultrapassado e altas taxas nos deixam para trás. O que é bom pode melhorar e nossa luta é por isto. Vamos buscar mais investimentos para aumentar a capacidade de cargas nos portos paranaenses”, enaltece a deputada.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Turismo

A situação das ferrovias que ligam Curitiba a Paranaguá, assim como os trechos Morretes e Antonina, também foram temas da reunião. “Nossa preocupação é com a má utilização da linha férrea para o fomento do desenvolvimento socioeconômico e cultural da região. Morretes tem um polo gastronômico de suma importância para o Paraná e a cidade de Antonina está há décadas sem qualquer utilização da linha, prejudicando a comunidade e o turismo na região. A cidade de Paranaguá tem apenas a utilização da estrada de ferro feita para cargas. Temos o dever de corrigir este erro estratégico histórico. De forma ousada e inteligente, começaremos a resgatar o ideal de um estado promissor”, completa Yared.

Ao mencionar as belezas naturais do Paraná, a deputada ressalta a vocação portuária e turística, dois pontos que merecem, segundo ela, respeito, planejamento e organização para que o Paraná se destaque ainda mais.

“Antonina, Guaraqueçaba, Morretes e Paranaguá são mães do Paraná e merecem nosso respeito. Os paranaenses têm que conhecer a sua história. A Serra da Graciosa e a descida de trem pela Serra do Mar são roteiros que devem ser acessíveis aos paranaenses, aos turistas do Brasil e do mundo”, conclui.    

 

 

Deixe um comentário