Obra do entorno do Aquário Marinho de Paranaguá não tem prazo para ser concluída

por Redação JB Litoral
22/08/2018 18:57 (Última atualização: 23/08/2018)

Obra do entorno começou antes da inauguração do Aquário e continua parada

Mais de quatro anos após a inauguração do Aquário Marinho de Paranaguá e as obras no entorno do ponto turístico ainda não foram concluídas. Mesmo que a praça, nos arredores do Aquário, já esteja finalizada, ela continua cercada porque as demais obras ainda não foram terminadas.

Uma funcionária, que preferiu não se identificar, informou que a demora na liberação do local, que já está pronto, gera uma má imagem e atrapalha a atividade comercial do Aquário Marinho.

Na reunião de lançamento da campanha “Nosso Litoral + Forte Começa Com Seu Voto”, o Presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (ACIAP), Arquimedes Anastácio, afirmou que procurou o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e demais órgãos competentes para saber da situação da obra e constatou que a burocracia tem sido extremamente maçante.

Obra do entorno do Aquário Marinho de Paranaguá não tem prazo para ser concluída 2

Única obra concluída até o momento foi o estacionamento frontal

“Eu, pessoalmente, fui ao IAP no início de junho e peguei todo o processo, e descobri que ele estava, naquele momento, há 225 dias parado. Falei com os responsáveis e a resposta foi que a praça fazia parte de um contexto maior e só seria liberada quando todo o contexto estivesse pronto, isto é, o novo Mercado do Peixe”, diz.

Obra do entorno do Aquário Marinho de Paranaguá não tem prazo para ser concluída 3

Estacionamento lateral que dá acesso ao Aquário está parcialmente concluído

Com as obras se arrastando desde 2014, em junho de 2016, próximo à data da abertura dos envelopes que definiram a TSA como a empresa vencedora da licitação de quase R$ 10 milhões de recursos do Governo do Estado, o Governador Beto Richa (PSDB) afirmou que seria feita uma remodelação total da Praça 29 de Julho. Segundo ele, com calçamento novo de paver (blocos de concreto), rampas de acesso para cidadãos com dificuldades locomotoras e também um novo sistema de iluminação na área e próximo dos trapiches.

“O Mercado do Peixe terá um visual arquitetônico renovado, com uma estrutura confortável aos clientes, inclusive respeitando a acessibilidade”, declarou na época.

Obra do entorno do Aquário Marinho de Paranaguá não tem prazo para ser concluída 4

No antigo mercado da ostra tem apenas o tapume

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Obra paralisada no Mercado do Peixe

As obras para revitalizar a área começaram em fevereiro de 2017, e o planejamento afirmava que o local seria totalmente reformulado, com obras de drenagem, troca de calçamento, renovação da iluminação e readequação do estacionamento. Além disto, também estava previsto um novo Mercado do Peixe e uma estação náutica com trapiche, como forma de garantir o fluxo de turistas em embarcações para as ilhas, localizadas na baía de Paranaguá, atraindo-os para a cidade e ao Aquário Marinho.

No entanto, atualmente as obras no Mercado se encontram paralisadas. Na mesma reunião, o Prefeito Marcelo Elias Roque (PODEMOS) também afirmou que buscou compreender o motivo da paralisação. “Fui várias vezes à Capital para saber o que estava acontecendo, e o que eu consegui entender é que tem que haver a adequação dos projetos para que realmente as obras sejam continuadas”, diz.

Prefeitura: responsabilidade é do Governo do Estado

Procurada pelo JB Litoral para falar sobre o assunto, a Secretaria de Comunicação Social limitou-se a informar que o projeto é de responsabilidade do Governo do Estado. Por sua vez, o prefeito afirma que espera que a edificação seja concluída.

“Eles responderam que vão dar continuidade aos trabalhos, até porque têm prazo para terminar esta obra tão importante. Se não terminarem, está na lei que eles têm que devolver o espaço para o município, e eu espero que devolvam, com todas as obras que estão no papel, concluídas”, assegurou o prefeito.  

Os recursos para a realização das obras vêm do IAP e a fiscalização está ao cargo da Paraná Edificações. As benfeitorias têm o objetivo de melhorar a condição do entorno do Aquário Marinho, que foi construído por meio de uma doação da Empresa Cattalini Terminais Marítimos, convertendo uma multa após acidente ambiental ocorrido no Porto de Paranaguá.

 

Deixe um comentário