OGMO e trabalhadores se destacam em ano difícil

por Cristian César de Oliveira
22/12/2020 09:09 (Última atualização: 22/12/2020)

O ano de 2020 está ficando profundamente marcado por conta da pandemia que atingiu o mundo. Infelizmente, a sombra da morte deixou seu rastro ceifando milhares de vidas, prematuramente. Muitas profissões, consideradas essenciais, não paralisaram suas atividades, sendo uma delas o setor portuário. Os portos são responsáveis pela movimentação de mercadorias em grande escala produtiva. Se eles parassem, certamente os comércios também parariam, gradativamente. Um verdadeiro colapso estaria formado. Em Paranaguá, destaca-se o OGMO – Órgão Gestor de Mão de Obra, responsável pelo fornecimento de operários na área portuária. Os trabalhadores portuários avulsos, desde o início da pandemia, seguiram recomendações de elevada importância de modo a evitar o contágio com a COVID-19. Por intermédio do portal digital, ele instruiu os colaboradores e normatizou ações de enfrentamento. As atitudes preventivas, tomadas pela entidade, possibilitaram que todos se sentissem seguros no ambiente laboral. O fornecimento de máscaras adequadas, álcool em gel 70% e teste rápido contribuíram com a prevenção. O resultado disso foi a quebra de recordes, como anunciado recentemente pela administração portuária. Milhares de toneladas de produtos de diversos gêneros embarcaram e desembarcaram, ou seja, passaram pelas mãos dos trabalhadores. O porto não parou, porque o OGMO conseguiu criar condições para execução das funções portuárias, em atendimento às requisições dos operadores portuários. Assim, o dano na economia local foi minimizado, uma vez que o porto continuou operando com força total, mesmo diante de uma imensa crise sanitária.

Com atualizações constantes, o OGMO criou o Boletim Coronavírus COVID-19 (TPAS), cujo quadro demonstra estabilidade com 69 casos recuperados

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments