Pandemia altera Festa de Nossa Senhora do Rocio: procissão será com carreata e missas transmitidas pela internet

por Luiza Rampelotti
07/09/2020 01:24 (Última atualização: 07/09/2020)

Neste ano, a Festa Estadual de Nossa Senhora do Rocio completa sua 207ª edição de forma diferente, por causa da pandemia. Foto: Divulgação

Comemorações religiosas centenárias no calendário da Igreja Católica brasileira, realizadas anualmente, tiveram que ser canceladas ou adiadas devido à pandemia do coronavírus, em 2020. Mas não é o caso da tradicional Festa da Padroeira do Paraná, Nossa Senhora do Rocio, que mobiliza milhares de fiéis de todo o país, no mês de novembro.

No entanto, neste ano, o evento, que está em sua 207ª edição, passará por adaptações, buscando garantir a segurança do público e cumprir todas as exigências sanitárias para a proteção contra o vírus, estabelecidas pelo Poder Público. Com tema já definido: “Mãe do Rocio, intercedei por nós”, as comemorações terão início no dia 1º de novembro e seguirão até o dia 22, mas sofreram modificações dentro de sua programação e acontecerão, principalmente, de forma virtual.

Porém, a tradicional e grandiosa procissão, que já chegou a receber mais de 200 mil pessoas acompanhando a imagem da Padroeira do Santuário Estadual, localizado no Rocio, à Catedral de Nossa Senhora do Rosário, no Centro Histórico, será realizada de forma diferente: por meio de uma carreata.

Além disso, as missas e novenas serão transmitidas somente pelas mídias sociais do Santuário (perfis no Facebook e Youtube). As tradicionais barracas do Mercado Persa, que comercializam os mais diversos produtos durante a festa, e o parque de diversão não funcionarão. A programação completa ainda será divulgada no dia 15 de outubro, mas o reitor do Santuário, padre Dirson Gonçalves, adianta que todos os cuidados estão sendo tomados para a segurança dos devotos.

Pandemia altera Festa de Nossa Senhora do Rocio: procissão será com carreata e missas transmitidas pela internet 2
Padre Dirson garante que todos os cuidados estão sendo tomadas para garantir a segurança dos devotos. Foto: Divulgação

Um dos maiores eventos do Sul do Brasil

A Festa Estadual de Nossa Senhora do Rocio é considerada um dos maiores eventos do Sul do Brasil no aspecto religioso e cultural. A cada ano, o número de devotos, que vêm até a casa da Padroeira do Paraná, aumenta. Este ano é mais que especial, a igreja (sua construção), solo sagrado, completou 100 anos de história, onde suas paredes foram testemunhas de tantos milagres atendidos por intercessão da Mãe do Rocio”, diz o padre Dirson.

Nossa Senhora do Rocio recebe devoção, especialmente, dos paranaenses, já que em 1977 o Papa Paulo VI decretou que ela é a padroeira do Estado, mas a fé se espalha pelo Brasil inteiro. Vindas de diversas cidades do país, as multidões costumam fazer romarias ao Santuário.

Neste ano, o evento que movimenta o turismo religioso, mas, também, a economia local, deve receber menos devotos por conta das dificuldades geradas pelo coronavírus. No entanto, a expectativa ainda é alta, já que a procissão será realizada via carreata.

Anualmente, aconteciam novenas, cavalgada, procissões marítimas e motorizadas, missas e a famosa procissão.

100 anos do Santuário também foi virtual

Neste ano, o Santuário Estadual do Rocio completou 100 anos no dia 30 de maio, quando a pandemia já estava instalada no país e as medidas de distanciamento social já estavam valendo. Por isso, para comemorar a data que marcou a inauguração da igreja, em 1920, foi realizada uma festa de forma virtual. Durante sete dias, aconteceram transmissões diárias pela internet, com homenagens, missas e novenas.

Na ocasião, os fiéis puderam ir até a igreja e receber a bênção do padre dentro de seus carros.

Com informações do Santuário do Rocio

Comentários
(1)

  1. Minha filha tem 17 anos, nasceu dia 15 de Agosto de 2003, dia da Assunção de Nossa Senhora e se chama ROCIO. Moramos em São Paulo.

Deixe um comentário