Paranaguá cadastra asilos para o Auxílio Emergencial criado pelo Governo Federal

por Cleverson Teixeira
03/10/2020 21:24 (Última atualização: 04/10/2020)

Terminou, nesse sábado (03), o prazo para as Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIS) se cadastrarem no Auxílio Emergencial, do Governo Federal, o qual destinará 160 milhões às entidades públicas ou privadas. O intuito do recurso é ajudar os lares de acolhimento no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

De autoria da deputada federal paranaense Leandre Dal Ponte (PV), o projeto virou a Lei Federal 14.018/2020. Parte desse auxílio, segundo a assessoria de imprensa da parlamentar, surge do descontingenciamento do Fundo Nacional da Pessoa Idosa.

Para receber o benefício, a instituição tem que provar o seu funcionamento e a assistência a essas pessoas, além de ser reconhecida por órgão municipal. O recurso será dividido pelo número de idosos de cada abrigo e pode ser utilizado para a compra de aparelhos hospitalares, alimentos, materiais de higiene e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS).

De acordo com a ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Damares Alves, em um vídeo publicado nas redes sociais, até o dia 30 de setembro, mais de 2 mil asilos haviam feito o cadastro. “Esse dinheiro já está disponível. Está aqui no nosso ministério. Nós vamos repassar direto para as instituições”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Dois asilos confirmam inscrições, em Paranaguá

Em Paranaguá, das três entidades de acolhimento, duas fizeram a inscrição. Uma delas é o Lar dos Idosos Perseverança, que possui 80 anos de existência e abriga 70 moradores. Até hoje, já passaram pela instituição cerca de 30 mil pessoas. Eles têm acesso a médico, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional.

Segundo a assistente social do Lar, Manoela Velomim, o cadastro para o recebimento do auxílio já foi realizado. “Fizemos a inscrição. Finalizamos o processo. Estamos apenas aguardando a confirmação”, concluiu.

Outro asilo, o São Vicente de Paulo, também confirmou a sua participação. Por telefone, a coordenação da entidade disse que já foi feito o registro, mas não deu detalhes do assunto, alegando não ter autorização para conceder entrevista.

Além dessas ILPIS, a maior cidade do litoral do Paraná conta com mais uma casa de Repouso, a Recanto Feliz, mas a equipe de reportagem do JB Litoral não conseguiu contato com os responsáveis.

Conforme o Ministério, a lista de aprovação dos benefícios saíra no dia 13 deste mês, ou seja, dez dias depois do encerramento das inscrições.  

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments