Paranaguá irá distribuir comprimidos de Ivermectina para prevenir o coronavírus

por Redação JB Litoral
09/07/2020 19:07 (Última atualização: 09/07/2020)

O prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque (Podemos), anunciou nesta quinta-feira (09) que o Município irá utilizar o medicamento Ivermectina na prevenção ao coronavírus (Covid-19). Inicialmente, serão distribuídos um milhão de comprimidos do vermífugo para a população parnanguara.

De acordo com ele, estudos científicos recentes apontam que a intervenção precoce, nos casos leves e assintomáticos da Covid-19, tende a produzir efeitos benéficos evitando a evolução da doença. “Tendo em vista o resultado positivo em outros municípios com o uso da Ivermectina, decidimos adotar, desde segunda-feira (06), esse protocolo”, afirma Roque.

Ele comenta que o procedimento para a aquisição do medicamento já foi iniciado na segunda-feira (06). “Disponibilizaremos para a população, a fim de fazermos uma barreira sanitária, com o objetivo de imunizar os moradores da cidade”, conta.

O prefeito informa que teve contato com o prefeito de Itajaí (SC), Volnei Morastoni, que também adotou a mesma forma de prevenção. “Estamos em contato com vários laboratórios, inclusive com o que forneceu para a prefeitura de Itajaí. Em conversa com o prefeito, recebemos informações importantíssimas acerca de sua experiência na aquisição e distribuição do medicamento para o povo. Estamos muito próximos de adquirir a Ivermectina e também o kit de medicamentos utilizado na prevenção e no tratamento dos sintomas do coronavírus”, finaliza.

A Ivermectina é um fármaco usado no tratamento de vários tipos de infestações por parasitas. Entre elas estão a infestação por piolhos, sarna, oncocercose, estrongiloidíase, tricuríase, ascaridíase e filaríase linfática. Contudo, entre as pesquisas sobre possíveis abordagens terapêuticas contra a Covid, chamou a atenção um artigo publicado por pesquisadores do Instituto para a Infecção e a Imunidade Peter Doherty (Austrália), no mês passado.

Em estudos laboratoriais preliminares, o fármaco se mostrou eficaz na inibição da replicação do Sars-CoV-2, o coronavírus, no prazo de 24 horas. Embora pareça promissor, o uso desse medicamento ainda precisa ser testado em humanos. Esses dados foram publicados online pelo periódico Antiviral Research.

Vale destacar que, até o momento, não existem medicamentos ou terapias aprovadas pelas autoridades médicas e sanitárias para prevenir ou tratar a Covid-19. As estratégias que os médicos dispõem buscam prevenir infecções e controlar o avanço e a gravidade da doença, incluindo o uso de oxigênio e ventilação mecânica quando indicados.

Paranaguá irá distribuir comprimidos de Ivermectina para prevenir o coronavírus 2