Paranaguá recebe R$ 32 milhões para obras de melhoria urbana

por Redação JB Litoral
29/07/2017 14:50 (Última atualização: 30/07/2017)

Governador Beto Richa assina em Paranaguá, convênio entre a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) e o Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PR), que garante o repasse no valor de R$ 32 milhões para melhoria da infraestrutura do município. Serão executadas obras de recuperação da avenida Bento Rocha e construção de um viaduto na avenida Ayrton Senna da Silva. Paranaguá, 28/07/2017. Foto: Jaelson Lucas/ANPr

O Governo do Estado vai promover a recuperação da avenida Bento Munhoz da Rocha e construir um viaduto na avenida Ayrton Senna da Silva, em Paranaguá. As obras serão realizadas por meio de um convênio entre a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) e o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER).

Os investimentos de R$ 32 milhões foram confirmados pelo governador Beto Richa nesta sexta-feira (28). Parte dos recursos também será usada no combate a zoonoses no município. “É um investimento aguardado há tempos, especialmente o viaduto na avenida Ayrton Senna, que vai aliviar o tráfego de caminhões pesados em direção ao porto”, afirmou Richa, destacando que o desempenho recorde do porto ampliou ainda mais o movimento de veículos na cidade.

Richa disse que as obras são mais um exemplo do trabalho do Governo do Estado pelo desenvolvimento do Litoral. “Assumimos o compromisso de mudar a história do Litoral, com investimentos permanentes e não apenas na temporada, para garantir o desenvolvimento dos municípios e qualidade de vida à população”, afirmou.

FUNDAMENTAIS – O investimento dependia da autorização da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Ataq), já que os recursos da APPA serão empregados fora da área do Porto Organizado. Com os valores liberados as obras deverão começar ainda este ano.

“As intervenções são de fundamental importância para Paranaguá. As duas obras vão melhorar o fluxo tanto para os caminhões que entram e saem da cidade com cargas, como para a população que utiliza estas vias”, explica o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

VIADUTO – A construção do viaduto, na entrada da cidade, onde atualmente a BR-277 cruza com o início da avenida Ayrton Senna da Silva e a rua Paranaguá, vai desafogar o trânsito e tornará o trecho muito mais seguro. A obra de R$ 14,1 milhões é primordial para que o acesso dos caminhões ao Pátio de Triagem aconteça de forma ordenada.

O diretor-presidente da Appa, Luiz Henrique Dividino, explica que a revitalização de 2,8 quilômetros da avenida Bento Munhoz da Rocha compreende a reforma da pavimentação, troca da sinalização e construção de ciclovia no trecho entre a ponte do Rio Emboguaçú e a avenida portuária, além de drenagem.

As obras darão um novo fluxo ao trânsito, disse o diretor-geral do DER, Nelson Leal Júnior. “O tráfego será dividido e feito de maneira independente para os caminhões que vão para o Centro e os que vão para o pátio de triagem”, explicou. “Era uma reivindicação antiga da população e que agora será atendida”, reforçou o prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o chefe da Casa Militar, coronel Elio de Oliveira Manoel, e o secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Aragão Junior.

 

Montante para combate às zoonoses é de R$ 4 milhões

O montante autorizado para o combate de zoonoses em Paranaguá é de R$ 4 milhões e será repassado à prefeitura. Trata-se da segunda etapa do acordo entre a Appa e o Ministério Público Federal (MPF). Em janeiro de 2016 a Appa repassou R$4 milhões e um caminhão para coleta de lixo para a prefeitura municipal, destinados ao combate à dengue.

“Há mais de um ano, Appa e MPF vêm discutindo a possibilidade de acordo no sentido de promover ações para redução de vetores e doenças incidentes no município de Paranaguá”, reforça Dividino.

O combate à dengue e a zoonoses possui grande similaridade por causa de vetores, que se proliferam em sujeira e volume de resíduos jogados nas ruas. Internamente, desde 2012 os Portos do Paraná desenvolvem um Programa de Controle de Zoonoses nas suas áreas, com resultados monitorados pelos órgãos ambientais.

Fonte:AEN

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments