Paratletas de Paranaguá participam do Movimento Paralímpico

por Redação JB Litoral
19/09/2018 00:00 (Última atualização: 19/09/2018)

No dia 22 de setembro acontece o Movimento Paralímpico, promovido pelo comitê Paralímpico Brasileiro. A integrante da Associação Paralímpica de Paranaguá, Silmara França, faz parte da coordenação do evento que contará com a participação de alunos de escolas especiais do Litoral com atividades lúdicas.

Paratletas da Associação Paraolímpica de Paranaguá também estarão participando do evento. Serão oferecidas três modalidades esportivas durante o encontro: a bocha Paralimpica, miniatletismo e tênis de mesa adaptado para 150 alunos do Litoral. Não haverá competição, mas a prática do esporte. "Também teremos o medalhista Marcelo Santos que representa a cidade de Paranaguá e é atleta da Seleção Brasileira de Bocha Paralímpica. Ele faz parte das lendas paralímpicas", destacou Silmara.

Alunos das APAEs de Morretes, Antonina, Paranaguá, Matinhos e Guaratuba e das escolas de Educação Especial Eva Cavani, de Paranaguá e Ilha do Saber, de Pontal do Paraná estarão participando do Festival. “No Litoral, o Festival Paralímpico vai envolver 150 alunos, sendo que, destes, 30 são sem deficiência. O objetivo é promover a inclusão”, destacou Silmara.
 

Paratletas de Paranaguá participam do Movimento Paralímpico 2

Entre os atletas de Paranaguá que estarão presentes no evento está Ronaldo Mello, da APAE de Paranaguá que participa da modalidade de bocha adaptada.

O Festival acontecerá em Pontal do Paraná, na Associação Banestado, em Praia de Leste, das 9h às 12h. E no mesmo dia ainda acontecerá em Curitiba, Cascavel e Maringá assim como nos estados do Ceará, Bahia, Minas Gerais, Acre, Pará, São Paulo e muitos outros em todo o Brasil.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Uma vasta gama de medalhistas paralímpicos e mundiais abrilhantará o Festival Paralímpico. A principal celebração ao Dia do Atleta Paralímpico, festejado em 22 de setembro, contará com lendas do esporte adaptado, como as velocistas Ádria Santos e Terezinha Guilhermina. O megaevento ocorrerá em 48 cidades, em todos os Estados do país e no Distrito Federal, e promoverá a experimentação de modalidades a cerca de 7.200 crianças, com faixa etária de 10 a 17 anos. A programação oferecerá três esportes por sede.

"O Festival Paralímpico será uma grande oportunidade de tornar o esporte para pessoa com deficiência mais conhecido. É uma injeção de ânimo para o futuro, já que crianças com deficiência vão ter o primeiro contato com o paradesporto e, certamente, chegarão a conquistas ainda maiores no futuro. É um privilégio ser homenageada e este é, sem dúvida, um sólido passo para a sequência do esporte paralímpico brasileiro", disse a paratleta Terezinha Guilhermina.

Recursos

A Associação Paralímpica de Paranaguá é uma das entidades esportivas da cidade que também conta com recursos da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Esportes que lança editais a cada ano para diferentes modalidades.
 

Fonte/ Prefeitura de Paranaguá
 

Deixe um comentário