PASA doa álcool em gel para a Secretaria de Saúde no combate à Covid-19

por Maisy Pires
04/04/2020 12:29 (Última atualização: 05/04/2020)

Paraná Operações Portuárias S/A (PASA) doou 200 litros de álcool em gel para a Secretaria de Saúde de Paranaguá. (Foto: Felipe Alves/JB Litoral)

A falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e insumos, como o álcool em gel, se tornou um problema mundial que afeta, principalmente, os profissionais da área de saúde.

Pensando nisso, a Paraná Operações Portuárias S/A (PASA) doou 200 litros de álcool em gel para a Secretaria de Saúde de Paranaguá. Segundo o supervisor de Segurança e Meio Ambiente, José Antônio Santos Júnior, o gesto é simples, mas de suma importância. “Desenvolvemos vários programas para a proteção dos nossos colaboradores e motoristas contra o novo coronavírus. A PASA sempre esteve junto à comunidade parnanguara, com isso estamos estendendo essa colaboração à Secretaria de Saúde. Sabemos que é um gesto simples, mas que pode fazer a diferença para a proteção dos colaboradores, médicos, enfermeiros e pacientes que precisam de atendimento nas unidades de saúde da nossa cidade”, disse o supervisor.

A superintendente de Vigilância em Saúde, Maristela Cerqueira, ressaltou a importância da doação. “Estamos muito felizes com essa atitude e, com certeza, será de muita utilidade para as nossas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e, principalmente, para os nossos profissionais que estão atuando na linha de frente da Covid-19. Além disso, nós fizemos as barreiras sanitárias em todas as entradas para que as pessoas usem o álcool em gel antes de acessar a unidade, então nosso consumo está sendo muito grande”.

Caso alguma empresa tenha interesse em doar EPI’s ou insumos é só entrar em contato pelo telefone 3420-2827.

PASA doa álcool em gel para a Secretaria   de Saúde no combate à Covid-19 2
Colaboradores recebem vacina contra a gripe. (Foto: Divulgação)

Vacina para os colaboradores 

Nesta semana, a PASA realizou também uma campanha interna de vacinação contra a gripe H1N1 para os seus colaboradores e familiares. “Pensando no bem comum, adquirimos um lote da vacina da gripe para os nossos colaboradores e, caso houvesse interesse, para os familiares deles. Felizmente, houve uma grande adesão. Acreditamos, também, que isso diminuirá o fluxo na saúde pública do município”, contou José Antônio.