PUBLICIDADE

Pescadores retratam a dificuldade na venda de peixes durante a pandemia

por Cleverson Teixeira
23/05/2020 09:06 (Última atualização: 6 dias atrás)

Movimento de vendas caiu 70%

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os pescadores têm sentido um grande impacto na hora de comercializar os frutos do mar, trabalho que garante o sustento de suas famílias e, em Pontal do Paraná, não tem sido diferente.

Tanto nas peixarias da principal avenida da cidade, quanto no Mercado Municipal do Peixe, as vendas caíram significativamente nos últimos meses. Com isso, o reflexo da Covid-19 já é sentido no bolso e refletido diretamente nas mesas de quem vive da atividade pesqueira.

O pescador aposentado do município, Pedro da Silveira, o qual tem uma banca na Avenida Miramar, contou que os profissionais desse ramo, assim como ele, estão enfrentando dificuldade para levar o sustento aos familiares. “Tenho parceiros que pescam e repassam os frutos do mar para eu revender. Eu sou aposentado por tempo de serviço, estou há 21 anos nessa atividade. A venda está devagar, deu uma queda bem grande. Deu uma reagida no feriado de Tiradentes, mas com os casos registrados da doença na cidade, as vendas voltaram a cair”, disse.

Pescadores retratam a dificuldade na venda de peixes durante a pandemia 2
Pedro vende peixes e mariscos há 21 anos

De acordo com os profissionais da pesca, a queda no número de vendas caiu, aproximadamente, 70%. Em comparação ao período que antecedia o isolamento social, esse índice chega aos pescadores como uma surpresa.

“Deu uma caída grande. Hoje eu vendi bem pouquinho, apenas três quilos de camarão e dois quilos de pescados, somente”, relatou o pescador Paulo Mendes, o qual comercializa os seus produtos há 30 anos, na banca do Mercado do Peixe de Pontal do Paraná.

Conforme os vendedores, os responsáveis pelo aumento do faturamento dos pescadores, em grande maioria, são os turistas e, com a falta de movimento, eles têm recorrido às redes sociais para divulgar as vendas. “Eu pesco e revendo aqui. Nesta época, tinha bastante turista, e nós dependemos dele. Hoje, o que vendemos aqui são para clientes da cidade. Por isso, seguimos divulgando tudo na internet”, contou o vendedor José Paiva, conhecido como “Zé do Zuca”, atuante no Mercado do Peixe.

  • Pescadores retratam a dificuldade na venda de peixes durante a pandemia 3
  • Pescadores retratam a dificuldade na venda de peixes durante a pandemia 4

Segundo alguns pescadores artesanais, associados à Colônia de Pescadores Z-5 de Pontal do Paraná, a instituição distribuiu cestas básicas para ajudá-los nesta fase de pandemia. O JB Litoral foi até a entidade, que presta serviços aos pescadores, para obter informações a respeito das medidas adotadas para ajudar esses profissionais, mas a sede do local estava fechada.