PF faz a prisão temporária do Jornalista Oswaldo Eustáquio em Campo Grande

por Redação JB Litoral
26/06/2020 19:02 (Última atualização: 26/06/2020)

Foto/reprodução

Nesta sexta-feira (26) a Polícia Federal cumpriu o mandado de prisão temporária do jornalista Oswaldo Eustáquio Filho, colunista do Portal Agora Paraná, de Curitiba, por conta do inquérito dos atos antidemocráticos, autorizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

Apoiador radical do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (Sem partido), Eustáquio foi preso em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. No mesmo dia, ele havia publicado um vídeo na cidade de Pedro Juan Caballero, fronteira do Brasil com Paraguai. Ele já tinha sido alvo de uma ordem de busca e apreensão há duas semanas.

Nos três últimos meses, o jornalista abriu um canal de informação e entrevista no Youtube que ganhou muita repercussão, a partir da entrevista com o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, que, hoje está com mais de dois milhões de visualizações.

Em Paranaguá, ele atuou por muitos anos comandando o jornalismo da tv local e, no Paraná, integrou a Subseção do Litoral, como integrante da diretoria do Sindicato dos Jornalistas do Paraná (Sindijor/PR) na gestão 2015/2018. Também era filiado a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), desde 2004.

Consultado, o Sindijor/PR informou que “não cabe manifestação do Sindicato, já que a prisão de Oswaldo Eustáquio não envolve a sua atuação enquanto jornalista”.