Plano para o Desenvolvimento Sustentável do Litoral visa expandir a economia até 2035

por Redação JB Litoral
18/09/2020 00:49 (Última atualização: 18/09/2020)

Na ocasião, participação das equipes de acompanhamento de Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná em uma das reuniões. (Foto: PDS Litoral)

Por Gabriela Vizine

O Plano para o Desenvolvimento Sustentável do Litoral (PDS Litoral), elaborado pelo Consórcio Litoral Sustentável, prevê a construção de um “novo Paraná” por meio de propostas e programas para potencializar os sete municípios da região até 2035. Com 703 páginas, o documento foi elaborado em 2018 e apresenta um diagnóstico em gráficos e pesquisas das cidades, indicando projetos de exploração do turismo sustentável, qualidade de vida e expansão da economia local de acordo com a necessidade e peculiaridade de cada município.

Plano para o Desenvolvimento Sustentável do Litoral visa expandir a economia até 2035 2
O gestor Neto Gnatta explica a funcionalidade do programa para potencializar a região litorânea.

O gestor do PDS Litoral, Netto Gnatta, é responsável, por meio da Secretaria Estadual de Planejamentos e Projetos Estruturais, por transformar o plano de ação em programa e, também, pela captação de recursos. “Temos uma proposta de investimento de R$175 milhões para o PDS Litoral, com o intuito de promover 15 mil empregos em 6 anos e uma geração de 5 mil novos negócios”, comenta.

Ele acrescenta que o litoral reúne características históricas, culturais, geográficas, econômicas e sociais que não estão sendo exploradas da maneira correta nos últimos anos. Para ele, não existem políticas públicas com foco nesses temas. “Vemos, no litoral, uma exploração ainda muito focada no aspecto das atividades portuárias, no turismo sol e mar ou gastronômico. Aqui, nesse plano, você reúne uma série gigantesca de oportunidades e possibilidades que passam a explorar uma visão diferenciada em diversos setores”, salienta.

Duas mil pessoas foram ouvidas

Ao todo, foram realizadas 50 reuniões técnicas, 16 oficinas e 28 audiências públicas que contaram com a participação de mais de 2.000 pessoas na elaboração do programa que atende períodos de cinco, dez e vinte anos. O projeto é financiado pelo Banco Mundial (BIRD) e gerenciado pelo Governo do Estado do Paraná e Coordenação de Desenvolvimento Governamental e Projetos Estruturantes (CDG). 

Para estruturar todo o conteúdo, uma equipe de especialistas elaborou a proposta baseada em 5 eixos de estudo: ambiental, institucional, econômico, socioterritorial e de infraestrutura. Dentro dessas áreas, há 10 dimensões de atuação que somam 76 projetos para Paranaguá, Antonina, Morretes, Pontal do Paraná, Guaratuba, Guaraqueçaba e Matinhos, além da participação da sociedade em oficinas e audiências públicas.

“Todos os prefeitos e os prefeituráveis de 2020 do litoral do Paraná deveriam ser obrigados a estudar esse planejamento e saber o diagnóstico da sua cidade, para ter conhecimento de como seu município se envolve com a economia”, orienta o gestor.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Projetos do plano de ação

Apesar de o planejamento ainda não ser uma Lei Estadual com força para obrigar as prefeituras a consultar o programa, a proposta é chancelada por entidades, Poder Público e instituições acadêmicas do Estado.

Dentre a longa lista de projetos, destacam-se uma nova ferrovia na Serra do Mar, sistema de esgoto alternativo para as ilhas, complexo náutico em Paranaguá, ampliação do Pátio de Triagem de Caminhões e contorno urbano de Pontal do Paraná a Matinhos.

“Temos um projeto que está em andamento em parceria com o Governo de Hyogo, no Japão, com um termo de cooperação técnica entre o Paraná e Hyogo para criar um circuito de turismo rural e conectar as cidades irmãs que nunca trabalharam juntas: Morretes e Antonina”, conta Neto Gnatta.

De acordo com ele, a primeira parte da pesquisa documental será entregue ainda neste ano e, inclusive, os japoneses estarão aqui na região no próximo mês para uma reunião. “Estamos avançando e este é um projeto dentro do PDS Litoral”, conclui.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments