PM de folga reage a assalto e menor acaba apreendido com réplica de pistola

por Redação JB Litoral
23/06/2020 17:06 (Última atualização: 23/06/2020)

Um soldado da Polícia Militar, pertencente ao 9º BPM, que, em horário de folga, praticava atividade física de bicicleta com uma colega, na Avenida Beira Mar, balneário Saint Etienne, em Matinhos, foi surpreendido por dois criminosos que tentaram assaltá-lo. O militar reagiu à abordagem dos marginais, que chegaram atirando, e houve troca de tiros. Apesar do susto, ninguém ferido e um adolescente foi apreendido.

Segundo os relatos da vítima e da testemunha, eles trafegavam pela Avenida Beira Mar, sentido Praia de Leste, quando observaram dois homens suspeitos caminhando cem metros à frente. Nesse momento, o policial desconfiou da atitude dos criminosos que o estavam encarando e pareciam voltar na sua direção.

O militar alertou a sua amiga sobre a atitude suspeita da dupla e sugeriu que os dois deixassem a avenida e se refugiassem na areia da praia. Passado algum tempo, acreditando que já estavam seguros, o policial militar e a jovem retornaram para a via com o intuito de ir embora, quando observaram que os assaltantes haviam voltado e se aproximavam rapidamente do portal de entrada da avenida para a areia, que dá acesso a uma rampa de madeira.

De pronto o soldado puxou a sua colega para a areia e avisou que eles seriam assaltados. Na fuga, a testemunha e o militar já estavam na orla marítima quando perceberam que os bandidos estavam correndo no seu sentido e, sem anunciar o roubo, começaram a atirar na direção do casal. Foram aproximadamente seis disparos. Prontamente o soldado do 9° BPM sacou a sua pistola e revidou a agressão, salvando a sua vida e a vida da sua colega, a qual se abrigou na retaguarda do PM durante a troca de tiros.

Os criminosos, vendo que haviam sido confrontados, abortaram a ação e fugiram pela via principal do balneário, sentido a Avenida Paranaguá. Em seguida, o policial militar segurou a sua colega pelo braço e, com a arma em punho, seguiu na direção do mar, deslocando quinhentos metros sentido o Centro de Matinhos, na tentativa de despistar os criminosos.

Minutos mais tarde, após entrar em contato com a sala de rádio do quartel de Matinhos, o policial e a jovem foram encontrados por duas viaturas de área, que depois de diligências pelos balneários, acabaram apreendendo um dos suspeitos, um adolescente de 16 anos, morador de Paranaguá. No local do confronto, os policiais encontraram um simulacro de arma de fogo e dois pares de chinelos dos suspeitos, que foram deixados para trás durante a fuga. A arma de fogo utilizada na troca de tiros não foi localizada. Um dos criminosos conseguiu escapar.

Segundo o policial, tudo aconteceu muito rápido e sua prioridade foi proteger a sua vida e a vida da sua colega. “Foi desesperador! Graças a Deus eu estava armado. Salvei a minha vida e a vida de uma moça inocente. Eles deram pelo menos seis tiros na gente”, disse. O militar está há mais de uma década na Polícia Militar do Paraná e relatou nunca ter passado por um momento de tanta tensão.

A jovem, de 26 anos, relatou que percebeu que os bandidos já estavam atirando quando o policial militar começou a gritar para ela se jogar ao chão. “Quando eu olhei pra trás, eles estavam correndo e atirando na gente, meu amigo sacou a arma e atirou neles também. Ele gritou para eu me jogar no chão, mas daí ele acabou caindo durante a troca de tiros e eu fiquei apavorada, tapei os ouvidos e congelei no lugar em que eu estava. Achei que a gente ia morrer”, relatou a jovem.

Para a polícia, o adolescente que foi apreendido disse que tinha ido para Matinhos passear com um amigo. Que quando viu o casal resolveu roubá-los para poder voltar para casa. O menor não soube dar mais informações sobre o paradeiro do segundo suspeito e nem da arma de fogo utilizada no roubo. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Matinhos para que fossem tomadas as providências necessárias.