Prazo para atualizar cadastro do Bolsa Família vai até dia 16 de janeiro

No Paraná, 408.935 famílias são atendidas pelo programa federal.Benefício de R$ 77 é para famílias em situação de extrema pobreza

por Redação JB Litoral
08/01/2015 15:00 (Última atualização: 08/01/2015)

NULL

O prazo para os beneficiários do programa federal Bolsa Família atualizarem os dados cadastrais vai até o dia 16 de janeiro. A exigência é para quem está há mais de dois anos sem fazer a revisão no Cadastro Único e que recebeu aviso no extrato de pagamento. Se a atualização não for feita, corre-se o risco de ter o benefício de transferência de renda bloqueado.

De acordo com o governo estadual, no Paraná, 408.935 famílias são atendidas pelo Bolsa Família. Deste total, 92.300 recebem ainda mais um complemento de renda pago pelo governo do estado, o Renda Paranaense, por não atingirem a renda por pessoa de R$ 87.

Os beneficiários convocados para fazer a revisão cadastral devem procurar o setor responsável pelo Cadastro Único do município onde residem. Normalmente, os operadores do sistema ficam instalados nas Secretarias de Assistência Social ou nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Dúvidas podem ser esclarecidas na Central de Atendimento do Ministério do Desenvolvimento Social, pelo telefone 0800-707-2003.

Redução

Em dezembro, a Prefeitura de Curitiba informou que de setembro de 2011 a setembro de 2014, o número de beneficiários do Bolsa Família na cidade caiu 26%. Os dados são da Fundação de Ação Social (FAS), que é o órgão responsável pelo cadastramento das famílias beneficiárias na capital paranaense, e foram divulgados neste mês de dezembro. De acordo com a FAS, o número de famílias cadastradas para receber o programa de complementação de renda caiu de 39.804 para 29.545.

Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda composto por benefício básico e benefícios variáveis. O benefício de R$ 77 é concedido para cada unidade familiar que esteja em situação de extrema pobreza, ou seja, cuja família viva com menos de R$ 77 por pessoa.
Há ainda benefícios variáveis, que são destinados a famílias na extrema pobreza ou na pobreza que tenham gestantes e crianças e adolescentes de até 17 anos.
Os benefícios variáveis para quem tem na família, gestante, crianças de zero a 12 anos e adolescentes de até 15 anos são de R$ 35 por beneficiário, até o limite de R$ 175 por família.
Já os benefícios para famílias com adolescentes entre 16 e 17 anos são de R$ 42, até o limite de R$ 84 por família.

Deixe um comentário