Prefeito anuncia que duplicação de trecho da PR-407 começa em maio

Obra foi adiantada depois de pedido do Prefeito. Projeto prevê construção de viaduto na avenida Bento Munhoz da Rocha, vias marginais, passeios, estacionamento, passarelas e canteiros com grade. Obra deve ser concluída em novembro.

por Redação JB Litoral
14/03/2014 00:00 (Última atualização: 14/03/2014)

NULL

O prefeito de Paranaguá, Edison de Oliveira Kersten, anunciou, em coletiva à imprensa na manhã de quarta-feira (12), a duplicação da PR-407, num trecho que vai do Km 0 ao Km 5 – o mais urbanizado da rodovia e que corta vários bairros da cidade. A obra será tocada em parceria pela Ecovia e pelo Governo do Estado, por meio do DER (Departamento de Estradas de Rodagem). Inicialmente, o investimento estava previsto para 2015, mas foi adiantado após o prefeito pedir pessoalmente, em diversas audiências, a aceleração das melhorias.

De acordo com o cronograma da empresa, as obras devem começar em maio e serem concluídas em novembro.

Além da duplicação, o projeto técnico – que foi apresentado à comitiva da Prefeitura na manhã de terça-feira (11), na sede da Ecovia – também prevê a criação de vias marginais (do km 0 ao km 5) com passeios, ciclovias, estacionamento e canteiros centrais estilo New Jersey com grade – iguais aos usados na entrada de Curitiba.

Um dos destaques será a construção de um viaduto na interseção da PR-407 com a avenida Bento Munhoz da Rocha.

O prefeito salientou que as mudanças resolvem um problema antigo da cidade. “Ficamos muito felizes em conseguir, por meio do diálogo com a empresa e com apoio do deputado Artagão Júnior, que a duplicação fosse adiantada. As mudanças trarão uma nova cara e uma nova realidade para os moradores dos bairros no entorno da PR, que vinham sofrendo com a falta de segurança e com o constante congestionamento no local”, afirmou.

O prefeito também salientou que o projeto resolve problemas atuais e prepara a cidade para o futuro. “Não temos como crescer senão naquela região. Então, temos que planejar este crescimento, investimento em melhorias. E estas obras já nos preparam para o futuro”, disse.

Extensão

No projeto originalmente apresentado ao prefeito na tarde de terça-feira (11), a construção de vias marginais, passeios e ciclovia não contemplava a região que será atendida, daqui a alguns anos, com cerca de 3 mil casas populares. Para contornar o problema, seria necessário estender o projeto, alcançando a região do  Instituto Federal do Paraná (IFPR), que vem recebendo investimento em habitação.

O prefeito Edison solicitou, então, que o deputado Artagão Júnior intermediasse uma reunião na sede do DER, em Curitiba, para que o pedido de Paranaguá fosse analisado. Na mesma tarde, o diretor-geral do DER, Nelson Leal Júnior, recebeu a comitiva do prefeito e do deputado e pediu que os responsáveis da Ecovia incluíssem a extensão das marginais e a inclusão de mais uma passarela – o projeto original previa apenas duas – para atender aos moradores da região. As passarelas estarão localizadas nos seguintes pontos: próximo à entrada do Jardim Esperança (próximo a banca do Zé Luiz), outra ligando o Jardim Ouro Fino à Vila Garcia e outra próxima ao IFPR.

O diretor-geral do DER-PR, Nelson Leal Júnior, autorizou imediatamente a extensão do projeto. “É claro que vamos fazer, entendendo que aquela região será alvo de investimentos em habitações populares. É onde a cidade deve crescer. Esperamos que as obras acabem com os problemas de segurança e tragam mais desenvolvimento ao local”, afirmou, salientando que o diálogo entre o Governo do Estado e a Prefeitura tem sido proveitoso e com vistas ao desenvolvimento do município.

 

Fotos: Márcio Tibilletti 

 

Deixe um comentário