Prefeito assina lei que suspende cobrança dos empréstimos de servidores

por Redação JB Litoral
24/06/2020 15:06 (Última atualização: 24/06/2020)

Autor do projeto, o vereador Paulinho da Samae será beneficiado com a lei assinada pelo prefeito Zé Paulo - Foto - Prefeitura de Antonina

“Legislar em causa própria” é um dito popular, entretanto, na semana passada, para o vereador Paulo Roberto Broska (PSDB), da cidade de Antonina, no Litoral do Paraná, pode ter sido seu motivador.

Ele propôs, a maioria da bancada de situação aprovou e o prefeito José Paulo Vieira Azim (PSD), o Zé Paulo, sancionou o Projeto de Lei 018/2020 que suspende a cobrança de empréstimo consignado, em folha de pagamento, dos servidores públicos municipais das autarquias e do legislativo.

A medida atenderá, também, os pensionistas de geradores de pensão, junto às instituições financeiras, pelo prazo de 90 dias, em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19).

O projeto foi assinado no gabinete do prefeito e contou com a presença do presidente da Câmara Municipal, José Alves de Souza (PSD), o Zé Boiadeiro.

Entretanto, ocorre que Paulo Broska é um dos beneficiados por ser servidor do Serviço Municipal de Água e Esgoto de Antonina (Samae) e, uma busca, no Portal da Transparência, mostrou que ele paga por dívidas contraídas junto à Caixa Econômica Federal (CEF), sendo um desconto consignado e um empréstimo, os quais totalizam mais de R$ 3 mil ao mês.

Nas redes sociais, ele postou a foto do projeto aprovado, ao lado de Zé Paulo e Zé Boiadeiro, e justificou a criação da nova lei.

“É que, com a interrupção dos descontos, garante-se o mínimo de segurança econômica aos servidores municipais, além de fazer com que a economia local tenha mais uma forma de oxigenação, diante da suspensão das atividades comerciais”, postou o vereador e servidor do Samae.