Priorizando os caminhoneiros e o terceiro setor, Thérbio busca uma vaga na Câmara Municipal

por Maisy Pires
09/10/2020 14:23 (Última atualização: 09/10/2020)

Priorizando os caminhoneiros e o terceiro setor, Thérbio busca uma vaga na Câmara Municipal 2
Thérbio está afastado do Lar de Idosos devido ao período eleitoral

Conhecendo as dificuldades dos caminhoneiros e do terceiro setor – associações e fundações que geram bens e serviços públicos, mas sem fins lucrativos – de Paranaguá, Thérbio Castro da Silva (PODEMOS), de 51 anos, aceitou o desafio de disputar as eleições deste ano para conquistar uma vaga na Câmara Municipal. No município há 25 anos, Thérbio é natural de Pelotas, no Rio Grande do Sul, mas fez de Paranaguá o seu verdadeiro lar.

“Vim para Paranaguá em 1995 junto com a minha atual esposa. Durante esses 25 anos, trabalhei em vários setores, mas 22 deles foi com transporte rodoviário, onde atuo até hoje. Felizmente, ganhei muitos amigos. Além disso, foi aqui que nasceram os meus dois filhos. Porém, uma coisa que eu nunca pensei foi fazer parte da política. Mas, depois que o Borba da Transcap me convidou, pensei e percebi que, como vereador, poderei ajudar muita gente”, conta.

Transporte rodoviário

Na área há 22 anos e membro do Conselho Administrativo da COPADUBO Transporte e Logística S/A, Thérbio reconhece que os caminhoneiros precisam de representatividade no Poder Legislativo. “Decidi me candidatar após o José Carlos Borba, Borba da Transcap (PSD), ressaltar a importância da nossa categoria ter voz no poder público. Paranaguá vive e depende dos transportes de caminhões, precisamos de uma infraestrutura viária que acompanhe o crescimento da população, carros e, principalmente, dos caminhões”, destaca. Ele reforça que ninguém gosta de ficar em filas.

“Os caminhoneiros, muitas vezes, são mal-entendidos porque criam filas na cidade. Mas gostaria que o povo entendesse que eles também não gostam de filas e são reféns da situação. Eles só querem pegar a estrada e viajar tranquilamente. Faremos com que essa categoria, tão importante para a economia da cidade, seja vista da forma que merece”, diz.

Trabalhos voluntários

Além do transporte, o trabalho voluntário também faz parte da história de vida dele. “Há 14 anos faço parte de um projeto para dependentes químicos. Após percebemos a falta de políticas públicas locais para recuperar os dependentes químicos, eu e alguns amigos resolvemos criar o grupo de apoio “Amigos dos Amigos”. Com o objetivo de fazer com que o dependente abandone o vício, nos reunimos semanalmente em diferentes regiões da cidade”, explica.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Além disso, em 2018, Thérbio assumiu a presidência do Lar de Idosos Perseverança, evitando o fechamento do mesmo. “Quando soube que iam fechar o abrigo, fui até a promotoria do Ministério Público do Paraná (MPPR) e pedi uma chance para arrumar as coisas, juntamente com a minha equipe de apoio”.

Desde então, o número de idosos aumentou significativamente. “Quando assumimos, tinham 32 idosos em situação precária. Depois de muito trabalho, conseguimos reorganizar o local e, agora, os 70 moradores têm toda a estrutura necessária, além de médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogas, entre outros”, ressalta.

Após vivenciar a dificuldade para estruturar o Lar de Idosos, ele quer estender a sua experiência a outras instituições. “Quero fazer em outras entidades o que fizemos no Lar Perseverança, ajudar a estruturar e desenvolver. Sei que com a ajuda da assistência social e de um advogado, o terceiro setor conseguirá tirar certidões para se legalizar e buscar recursos públicos. Existem recursos parados porque muitas instituições não conseguem acessar essas verbas, pois não têm conhecimento. Iremos trabalhar para ampliar esses lares e proporcionar a estrutura que os moradores merecem”.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments