Projeto Social busca unir esporte e formação humana

Crianças da Vila Divinéia contam com o campinho do bairro para as atividades durante os finais de semana

por Redação JB Litoral
14/09/2017 00:14 (Última atualização: 14/09/2017)

“Educar meninos, para não remendar homens”, este é o objetivo do projeto Gol e Vida, criado para atender crianças de 8 a 11 anos da Vila Divinéia. O pontapé inicial para as atividades semanais dos encontros foi dado no último sábado, e contou com um número ainda tímido de garotos. Porém, o coordenador do projeto acredita que é só o começo e que a meta é atingir cerca de 30 crianças durante as tardes de sábado.

“Precisávamos começar logo para que as pessoas pudessem conhecer o nosso projeto. Ainda não está do jeito que gostaríamos, mas já conseguimos grandes avanços. A ideia é que toda a comunidade do bairro abrace este projeto”, declarou Jean Machado dos Santos.

Neste início de atividades algumas gratas surpresas deram ânimo ao coordenador para que siga em frente nesta caminhada, como algumas parcerias que foram sendo realizadas. O ex-jogador do Rio Branco, incentivador do esporte amador, soube do projeto e cedeu os coletes para uso dos atletas mirins. Outra parceria veio da associação do bairro, que deu prioridade ao projeto durante todos os sábados à tarde. Para Jean, ações como estas mostram o real interesse em transformar crianças em cidadãos melhores para o mundo.

“Este tipo de exemplo ensina aos pequenos o poder da generosidade, da ajuda ao próximo, só assim conseguiremos ter um mundo melhor”, enfatizou.

 

Projeto Social busca unir esporte e formação humana 2

Reuel, 6 anos, sonha em ser jogador profissional. Foto:JB

Acompanhando bem de pertinho o primeiro dia de treinamento do filho, o Administrador Jonathan Rosemback acredita que a iniciativa contribui, e muito, para a formação humana do seu filho Davi, de 9 anos.

“Tenho certeza de que o Davi vai conseguir tirar daqui muitas lições positivas para a vida dele. Como pai, quero também fazer a minha parte para ajudar o projeto, buscando parcerias que possam contribuir para o aprendizado das crianças”, disse o pai coruja.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Davi precisa cumprir muitas tarefas para poder participar do projeto, como ter boas notas na escola, ajudar aos pais em casa e ter um bom comportamento. Ele diz que vai se esforçar bastante para não perder um único dia do projeto. “Quero participar bastante e poder estar sempre junto dos meus amigos”, contou o esforçado participante.

Mas há também quem espera ser um grande jogador de futebol, como o pequeno Reuel, de apenas 6 anos. Torcedor do Flamengo, o pequeno atleta se espelha em grandes talentos do esporte, como o atual jogador do Paris Saint- Gérmand, Neymar. E por que não?

SERVIÇO

O projeto acontece todos os sábados no campo da Vila Divinéia, a partir da 14 horas. O contato pode ser feito com o Coordenador Jean Santos pelo telefone 3423-0235.

 

 

 

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments