PTB é Comissão Provisória desde 2011 em Paranaguá informa o TRE

CONJUNTURA POLÍTICA NO LITORAL

por Redação JB Litoral
13/01/2015 11:00 (Última atualização: 13/01/2015)

NULL

Dando sequência à série de reportagens intituladas “Conjuntura política no litoral”, que demonstra a situação de cada agremiação partidária na cidade, tendo como fonte de informação sua representação no Paraná ou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), nesta edição, o JB traz o partido que manteve sua representatividade na Assembleia Legislativa do Paraná com a eleição de Sebastião Henrique de Medeiros e na Câmara Federal com Alex Canziani, atual presidente da Executiva Estadual.

De acordo com o TRE, o partido se encontra na condição de Comissão Provisória desde o dia 22 de agosto de 2011. Até 15 de dezembro de 2010 o partido possuía Diretório Municipal na cidade, formado na mesma data em 2007.

O partido não possui nenhuma representatividade no Legislativo parnanguara, mas participou das últimas eleições gerais realizadas em outubro com candidatura local, através do seu presidente, Carlos Roberto Frisoli, que ficou na melhor suplência entre todos os candidatos que disputaram vaga para a Assembleia Legislativa do Paraná. Mesmo assim o partido fez da coligação majoritária, uma ampla e vitoriosa campanha para reeleição do governador Beto Richa (PSDB) na cidade e no litoral, obtendo uma expressiva vantagem sobre os seus principais adversários, os senadores Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT).  Através de pesquisa no endereço eletrônico do TRE-PR, a reportagem do JB constatou a atual composição da Comissão Provisória, que tem como presidente, o ex-vereador e ex-diretor administrativo e financeiro da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), Carlos Roberto Frisoli, o vice–presidente Mauro Stival, o tesoureiro José das Dores Camargo Neto, a secretária Daniele Mesquita Vilarinho e os membros, Fernando José Guerra Foes, Ismael Alves Pires Neto, Camila Izabele Nascimento de Oliveira, Julio Cesar Pereira, Nagibe Geraldo de Oliveira e Vilmar da Cruz Silva.

Deixe um comentário