Queda da temperatura exige atenção redobrada

por Maisy Pires
16/04/2020 10:31 (Última atualização: 16/04/2020)

Uma das maiores preocupações, neste período de pandemia, é a queda da temperatura devido ao aumento de ocorrências de doenças respiratórias, segundo especialistas.  

Porém, de acordo a meteorologista do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (SIMEPAR), Ana Beatriz Porto da Silva, ainda não há previsão de queda brusca nos termômetros na região do litoral. “Ainda não há expectativa para esfriar muito no litoral. Para os próximos dias, a tendência é que, com a presença da massa de ar seco e frio, as temperaturas não fiquem muito elevadas, mas o sol ainda se fará presente, entre hoje (16) e amanhã (17)”.  

No final de semana, a máxima prevista é de 26º e a mínima 14º. “Diferente das cidades do interior e de Curitiba, no litoral as temperaturas não caem muito. Mas, neste final de semana, devido a nebulosidade e a influência dos ventos, o clima ficará mais ameno, havendo uma grande possibilidade de chuva”.

O sanitarista e diretor da 1ª Regional de Saúde, José Carlos de Abreu, orienta que a atenção seja redobrada neste período. “É natural aumentar os casos das doenças respiratórias com a mudança do clima, por isso pedimos que as pessoas redobrem os cuidados com a higiene, usem máscaras, deixem os ambientes ventilados, por mais que esteja frio, pois isso é essencial para que o vírus não fique no ar”. 

José ressalta ainda a importância da vacinação. “Vale lembrar que não temos só o vírus da Covid-19, há outras doenças circulando. Então, é mais do que necessário que as pessoas se vacinem, principalmente os idosos, desta forma conseguimos diminuir as possibilidades e identificar o problema mais rápido. Pedimos também para que não se assustem casos apresentem algum indicio de gripe, pois é normal neste período. Caso seja uma gripe leve, sem febre, fique em casa. Mas se os sintomas persistirem, por mais de quatro dias, procure uma Unidade Básica de Saúde (UBS)”. 

Campanha de vacinação 

Nesta quinta-feira, 16 inicia a segunda fase da Campanha de Vacinação contra a Gripe. Desta vez, o público alvo será profissionais das forças de segurança e salvamento, doentes crônicos, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários. 

A vacinação ocorrerá nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). A única alteração se refere a unidade da Serraria do Rocha, pessoas do grupo prioritário que residem nas proximidades podem se vacinar na Igreja Santíssimo Redentor, localizada no mesmo bairro.