Romu apreende drogas com logomarca do Tio Patinhas e revólver após abordar rapaz

por Redação JB Litoral
28/07/2020 20:11 (Última atualização: 28/07/2020)

Na manhã desta terça-feira, 28, agentes da Guarda Civil Municipal prenderam um rapaz de 19 anos acusado de envolvimento com o tráfico de drogas na Ilha dos Valadares, em Paranaguá. A ação resultou numa grande apreensão de entorpecentes, os quais tinham até embalagem com logomarca de personagem de revista em quadrinhos.

A ação foi realizada por agentes da Romu (Ronda Ostensiva Municipal), os quais, por volta das 11h20, durante patrulhamento pelo bairro Sete de Setembro, receberam uma denúncia. A informação, repassada anonimamente, dava conta sobre uma movimentação suspeita, em uma casa na região.

Imediatamente os agentes foram averiguar e, ao se aproximarem do endereço indicado, avistaram José Mateus dos Santos, de 19 anos, saindo do imóvel. O rapaz percebeu a chegada da equipe e dispensou uma bolsa. Em seguida foi realizada a abordagem e, com o suspeito nada de ilícito foi apreendido, mas, ao ser verificado o acessório que ele havia dispensado, foram encontradas 20 buchas de maconha, 34 papelotes de cocaína e 16 frascos com lança perfume.

Indagado sobre o entorpecente apreendido, o rapaz assumiu a propriedade e revelou que dentro da casa onde mora, havia outras porções escondidas. Diante da situação, os agentes entraram no imóvel e localizaram, em uma estante, 126 buchas de maconha, além de mais 11 pedaços do mesmo entorpecente, 127 papelotes de cocaína e mais 30 frascos de lança perfume.

Na moradia ainda houve a apreensão de uma balança de precisão e dois rolos de plástico filme, usados para embalar o entorpecente. Durante a busca domiciliar, os guardas civis também encontram, escondido em uma cômoda, no quarto do suspeito, um revólver calibre .38.

Durante a averiguação, chamou a atenção dos agentes o fato de parte da maconha apreendida estar acondicionada em embalagens iguais, com o mesmo tamanho e peso e tendo o desenho do Tio Patinhas. Junto com a droga também estava a seda para o usuário fazer o cigarro com o entorpecente.

Diante da situação, José Mateus recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao plantão da Delegacia Cidadã, para a elaboração do flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e receptação, pois, conforme foi aurado pela polícia, o revólver apreendido era produto de roubo.