Romu volta a prender mulher por tráfico de drogas na Ilha dos Valadares

por Redação JB Litoral
22/07/2020 23:14 (Última atualização: 22/07/2020)

No período de pouco mais de um mês, Wendy Evelize Gonçalves, de 26 anos, foi presa duas vezes pela Guarda Civil Municipal, acusada de envolvimento com o tráfico de drogas na Ilha dos Valadares, em Paranaguá. A última prisão ocorreu na tarde desta quarta-feira, 22.

De acordo com a ocorrência, por volta das 15h45, uma equipe da Romu (Ronda Ostensiva Municipal) estava em patrulhamento de rotina pela Rua 33, na localidade da Vila Bela, quando um homem abordou a viatura relatando sobre o comércio de entorpecentes em uma casa localizada no “Beco do Pingo”.

Os agentes, que já tinham outras informações sobre o tráfico no local, foram averiguar a nova denúncia e, ao se aproximarem do local informado, avistaram Ivo Roberto Marques Antônio, de 33 anos, saindo de uma casa com uma sacola na mão e fizeram a abordagem. Na revista pessoal, foi verificado que ele estava de posse de quatro pedaços grandes de maconha, que totalizaram 62 gramas da substância.

Na sequência, os agentes da GCM avistaram, através do portão da moradia, Wendy jogando uma sacola para a residência ao lado. Ela acabou abordada em seguida e, ao ser verificado o que estava tentando dispensar, foram encontradas nove buchas de maconha.

Diante dos fatos, a equipe entrou no terreno da residência e, em cima de uma mesa que estava ao lado do fora da moradia, foram encontradas mais porções grandes do mesmo entorpecente, que pesaram 270 gramas. Também foram apreendidos 88 gramas de crack, divididos em duas pedras grandes e cinco pequenas, além de balança de precisão, rolo de plástico para embalar o entorpecente e R$ 170,00 em dinheiro miúdo.

Questionada sobre a droga, Wendy alegou aos guardas civis que estava vendendo para pagar dívidas. Diante dos fatos, ela e Ivo foram encaminhamos ao plantão da Delegacia Cidadã, junto com tudo que foi apreendido, para a elaboração do flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Conforme foi apurado pela GCM, Wendy já tinha sido presa pela Romu no dia 19 de junho, quando foram apreendidos quase dois quilos de maconha. Na ocasião, Ivo também foi abordado, mas não ficou preso.