Seis são presos por tráfico de drogas em operação da Polícia Militar

por Redação JB Litoral
07/05/2020 10:59 (Última atualização: 07/05/2020)

Uma grande operação da Polícia Militar, coordenada pelo 6° Comando Regional da PM (6° CRPM), foi deflagrada na manhã desta quinta-feira, 7, para cumprir 12 mandados de busca e apreensão contra o tráfico de drogas. Conforme as informações divulgadas pela Polícia Militar, ao todo, seis pessoas foram presas, e 1,5kg de crack, 77 quilos de maconha e duas armas de fogo apreendidos.

O comandante do 6°Comando Regional da PM (6° CRPM), coronel Nivaldo Marcelos da Silva, declarou que as investigações iniciaram-se logo após o Verão Maior 2019/2020. “Notamos um aumento no número de homicídios e esses crimes estavam quase sempre ligados ao tráfico de drogas, como disputa por pontos de venda e dívidas. Com o serviço de inteligência conseguimos descobrir as pessoas que eram envolvidas nesse esquema”, afirmou. 

Seis são presos por tráfico de drogas em operação da Polícia Militar 1

A investigação levou quatro meses e apontou que os suspeitos eram de Paranaguá. Com os mandados expedidos pela Justiça, a PM mobilizou as equipes para fazer os cumprimentos judiciais. As equipes policiais fizeram seis prisões em flagrante (cinco homens e uma mulher).

A PM informou que somente em uma abordagem da equipe da Companhia de Operações com Cães  (COC), do Batalhão de Operações Especiais (Bope), foram localizados 77 quilos de maconha. A droga estava escondida em um armário e foi encontrada graças ao emprego do cão de faro Hórus. Em outras abordagens, foram localizados um revólver de calibre .38 com cinco munições, e uma pistola, além de um tablete de crack e mais de R$ 600,00 em dinheiro. 

Seis são presos por tráfico de drogas em operação da Polícia Militar 2

“Esperamos que, com essa ação, tenhamos menos casos de homicídios, retirando de circulação as pessoas envolvidas com o tráfico.  Ainda teremos mais desdobramentos, tendo em vista as investigações que ainda estão em andamento”, destaca o coronel Nivaldo.

Fotos: Divulgação/PMPR