Semana da Doação de Leite Materno é aprovada em Paranaguá

Projeto de Lei apresentado pelo vereador Márcio Costa foi aprovada na Câmara, assim como projeto que institui Programa de Prevenção de Bullying nas escolas.

por Redação JB Litoral
18/11/2013 00:00 (Última atualização: 18/11/2013)

NULL

Com o objetivo de combater a desnutrição infantil e garantir um dos mais importantes alimentos nos primeiros anos de vida das crianças, o vereador Márcio Costa apresentou o projeto de lei que institui a Semana Municipal do Aleitamento e Doação do Leite Materno.

O projeto foi aprovado na sessão da última terça-feira (12) e será um importante reforço à lei que já existe e que determina a criação do Banco de Leite Materno e que, também é de autoria do vereador em sua primeira legislatura.

“Acredito que, agora, que temos um prefeito que é médico e sensível às questões da saúde pública, teremos esta lei do banco de leite materno efetivamente implantada”, lembrou o vereador. Com a implantação da Semana da Doação do alimento, fica o incentivo para o uso do referido banco de leite.

Com a implantação da Semana Municipal do Aleitamento e Doação do Leite Materno, serão estimuladas ações de promoção, proteção e apoio à amamentação e doação de leite materno ao banco de leite; a semana ainda vai ajudar na conscientização das mulheres para que exerçam seu papel como mães geradoras e alimentadoras de novos seres sociais.

Bullying

O vereador Márcio Costa também comemorou, nesta semana, a aprovação de outro projeto de lei apresentado no início do segundo semestre que é o Programa de Prevenção da violência/Bullying nas Escolas.

“Queremos que as escolas, assim como os pais e a sociedade em geral estejam mais preparados a atender as crianças que sofrem o bullying dos próprios colegas em sala de aula ou na escola onde estuda. Com esse trabalho, podemos prevenir futuros jovens traumatizados com esta violência que causa dor e angústia naquela criança que é vítima e precisa de ajuda”, lembrou Márcio.

Ambos os projetos seguem para sanção ou veto do prefeito Edison Kersten.

Deixe um comentário