Semana é marcada por ampliação dos testes e da fiscalização na divisa

por Redação JB Litoral
23/05/2020 11:56 (Última atualização: 23/05/2020)

A ampliação dos testes para diagnósticos da Covid-19 e o reforço na fiscalização na divisa com São Paulo foram as medidas que mais se destacaram entre as ações de combate ao novo coronavírus no Paraná na última semana. Ao mesmo tempo as políticas sociais foram ampliadas para atender as famílias mais vulneráveis durante a crise.

O Governo do Estado tem capacidade para realizar 5,6 mil exames por dia na rede pública estadual (Laboratório Central do Estado e Unidade de Apoio para Diagnóstico da Covid-19) e começou a distribuir os kits diagnósticos aos municípios para alcançar cerca de 200 mil exames nos próximos meses. O aumento no número dos testes do padrão gold (RT-PCR) colocará o Paraná em novo patamar no mapeamento dos casos da Covid. O Estado já é um dos entes que processam com mais velocidade e eficiência as amostras.

Também houve aumento na aplicação dos testes rápidos (230 mil estão à disposição das prefeituras) e na estruturação da rede de laboratórios municipais, federais e particulares envolvidos na luta contra o novo coronavírus. Uma nota técnica da Secretaria de Estado da Saúde ainda ampliou a margem de acesso aos exames para hospitalizados, idosos ou profissionais de instituições de longa permanência e trabalhadores de atividades essenciais.

“A testagem em massa nos dará uma radiografia importante para tomar decisões. O grande êxito do Paraná é ter um bom planejamento estratégico em cima de dados”, disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Temos uma boa rede de atendimento regionalizada e implementamos medidas pontuais a partir do acompanhamento diário do número de pessoas infectadas e da ocupação dos leitos”.

O Estado também reforçou a fiscalização na divisa com São Paulo, epicentro da pandemia, e estabeleceu critério rígidos para a reabertura das atividades religiosas, de shoppings e centros comerciais, considerando nas normativas a possibilidade de estabelecer nova interrupção a qualquer momento.

Os programas sociais e de crédito mantiveram seus cronogramas de atendimento aos segmentos mais carentes da população, empresários e autônomos. Em paralelo a essas decisões, o governador Ratinho Junior participou de videoconferências importantes para ampliar o programa Caixa D’Água Boa durante a crise hídrica, estabelecer novas pontes comerciais com os Estados Unidos e facilitar o ambiente de negócios no pós-pandemia.

MEDIDAS DA SAÚDE

Testagem massiva

O Governo do Estado ampliou a testagempara a Covid-19 no Paraná. A previsão da Secretaria de Estado da Saúde é realizar 200 mil testes RT-PCR e 230 mil testes rápidos nos próximos meses. Com uma maior quantidade de testes, a tendência é que também aumente o número de casos confirmados no Estado, já que a testagem em massa trará um panorama mais claro de quem pegou a doença, inclusive identificando casos leves. Nesta semana a doença alcançou mais da metade dos municípios do Paraná.

Laboratórios credenciados

A rede laboratorial pública que faz o mapeamento do novo coronavírus no Paraná ganhou um reforço importante nesta semana com o início das testagens no laboratório do Hospital Universitário de Londrina, na região Norte. Foi o 17º laboratório, entre públicos e privados, inserido na rede da Secretaria da Saúde desde o começo da pandemia. Essa estratégia ajuda a traçar um panorama cada vez mais fiel do número de casos. Os outros 16 laboratórios fazem parte da rede pública (municipal/estadual/federal) e privada.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná