Sindeesp faz funcionários do SAMU receberem salários atrasados

por Redação JB Litoral
29/10/2013 00:00 (Última atualização: 29/10/2013)

NULL

O árduo trabalho do Sindicato dos Trabalhadores de Saúde do Litoral do Paraná (Sindeesp), feito pelo presidente Jaime Ferreira dos Santos, o Jaime da Saúde, em defesa dos direitos dos trabalhadores do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Litoral do Paraná (Cislipa), que atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) do litoral deu resultado e, ontem, (28) os trabalhadores receberam seus salários na Justiça do Trabalho.

Para isso, foi necessário que Sindeesp entrar com uma cautelar, através dos advogados Dr. David e Dr. Felipe, que pediram ao juiz o bloqueio dos valores que o Cislipa tinha para repassar ao Humanamed, empresa que terceirizava os serviços. Somente desta forma, o juiz o Dr. Ariel Szymanek, entendeu que os trabalhadores não poderiam mais ficar sem seus salários.

Com isso, o juiz deferiu e bloqueou 550 mil reais para que os trabalhadores do SAMU recebessem seus valores e fosse feita a rescisão de todos, o que foi feito ontem, segunda-feira. Mais de 99% destes trabalhadores, finalmente, receberam seus salários.

Mas ainda existem outros 12 trabalhadores que estavam sobre outro contrato com o Cislipa que trabalhavam no SAMU e não foram contemplados pela cautelar. Ocorre que eles estavam sem registro há mais de três meses e desconheciam que pertenciam ao Cislipa.

De acordo com o presidente do Sindeesp, Jaime da Saúde, estes trabalhadores receberão apenas com uma ação na justiça, porque nem a Humanamed e tampouco o CISLIPA, os reconhece como seus trabalhadores.

“Isso mostra que estávamos certos desde o inicio, o SAMU foi um grande avanço para o povo do litoral, mas o que está destruindo com esta imagem positiva, são os administradores que pensam apenas em fazer politicagem e não fazem o que e para ser feito. Mas quero dizer também que mesmo passando por todas estas humilhações, os trabalhadores do SAMU nunca deixaram de fazer seu trabalho de salvar vidas. Eles estavam totalmente desmotivados e, mesmo assim, faziam seu trabalho, porque quem atua na saúde, o faz por amor, porque nem sempre esses trabalhadores são remunerados como deveriam ser. Espero também que os futuros administradores, sejam mais profissionais e não deixem de honrar com seus compromissos com estes trabalhadores. Até porque, nós do Sindicato, fazemos nosso papel que é de estar sempre ao lado dos trabalhadores, isso é Sindicalismo cidadão ético e inovador. Estamos de olho”, disse o presidente Jaime da Saúde.

 Foto enviada pelo Sindeesp: Edye Fernandes

Deixe um comentário