Sócio-gerente da Contrel presta esclarecimentos na Câmara de Morretes

Sócio-gerente da empresa abordou sobre iluminação pública de Morretes e avanços para os próximos anos.

por Redação JB Litoral
11/08/2014 21:00 (Última atualização: 11/08/2014)

NULL

Na sessão do dia 06 de julho, atendendo convocação da Câmara Municipal de Morretes, esteve presente no plenário do Palácio Nhundiaquara, o empresário Dionésio Tadeu Naressi, sócio-gerente da Contrel, para falar sobre a forma com que a empresa vem executando o contrato de prestação de serviço, firmado com a prefeitura de Morretes. Atualmente a Contrel responde pelos serviços de iluminação e eletrônicos na cidade e vem sendo alvo de críticas dos vereadores. 

Em sua explanação, o gerente da Contrel ressaltou a importância da sua vinda ao plenário para esclarecer dúvidas contratuais e de serviços, afirmando que a empresa é responsável pela integração das atividades de iluminação da cidade, algo feito com cadastro via tablet por profissional da empresa. Isso possibilita, segundo Naressi, que o usuário acompanhe o seu pedido via call Center. Além disso, Dionésio afirmou que no portal da prefeitura é possível acompanhar as solicitações de iluminação.

Segundo ele, a Contrel atende reparações de postes de luz, no entanto, novos pontos de iluminação precisam do apoio da rede da Copel, necessitando de uma autorização do Executivo. “O contrato com o município também prevê a ampliação da rede de iluminação pública, sendo que o mesmo está basicamente dividido em duas partes; iluminação pública e vídeo-monitoramento.

Na iluminação pública, que é a parte principal do contrato, são previstas a manutenção, a ampliação, a eficientização e a modernização do sistema.Também prevê o que é uma tendência no mercado, a tele-gestão, que é realizada através de um dispositivo instalado na luminária, e quando esta se apaga, este dispositivo avisa diretamente ao servidor que houve este desligamento, assim uma maior agilidade no serviço de reparação”, afirmou Dionísio, ressaltando que atualmente a cidade conta com cerca de 1.300 lâmpadas ao todo em sua rede, e parte desses equipamentos, são “ultrapassados e ineficientes”, e estão sendo trocados “na medida do possível”.

O representante da Contrel afirmou que a tele-gestão, que ainda está em fase de aplicação em Morretes, é uma meta da Prefeitura para os próximos anos, algo que poderá economizar energia com aparelhos mais econômicos e modernos, assim como diminuirá reclamações dos usuários. Segundo ele, a própria Copel determinou que todas as Prefeituras coloquem medidores de energia em praças e logradouros, algo que ainda está sendo feito em Morretes pela Contrel, algo firmado no contrato com o Executivo. Segundo ele, tal monitoramento irá economizar recursos públicos com energia elétrica.

 

Deixe um comentário