Solenidade na APMG comemora a formatura de 198 sargentos da Polícia Militar do Paraná

por Redação JB Litoral
23/11/2014 09:00 (Última atualização: 23/11/2014)

NULL

Na manhã desta sexta-feira (21/11) a Polícia Militar do Paraná realizou uma solenidade de formatura de 198 novos sargentos que durante mais de cinco meses passaram por diversos treinamentos e capacitações no Curso de Formação de Sargentos (CFS) da 1ª EsFAEP (Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Praças). O evento aconteceu na Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), onde os formandos receberam a nova divisa de seus padrinhos e madrinhas.

Estavam presentes na solenidade o Governador do Estado em exercício, Flávio Arns, o Subcomandante Geral da PM, coronel Péricles de Matos, o Chefe do Estado Maior da PM, coronel Maurício Tortato, o Diretor de Ensino e Pesquisa, coronel Douglas Sabatini Dabul, o Comandante da APMG, tenente-coronel Vanderley Rothenburg, oficiais e praças da corporação, convidados e familiares.

Os policiais militares receberam a nova divisa, agora de sargentos, dos seus padrinhos e madrinhas. Em seguida foram homenageadas algumas autoridades escolhidas pela turma, sendo o Patrono o Diretor de Ensino e Pesquisa, coronel Douglas Sabatini Dabul, o Paraninfo o Comandante da APMG, tenente-coronel Vanderley Rothenburg e o Padrinho o Subcomandante da APMG, major Vladimir Donati.

“O Paraná precisa de pessoas competentes e qualificadas, mas principalmente que amem que aquilo que fazem. Queremos policiais que ouçam a população e atuem em prol de uma segurança melhor para a sociedade, que sejam comprometidas com suas funções, referência para os mais novos e privem pelos valores”, disse o Governador em exercício, Flávio Arns.

O Subcomandante Geral da PM, coronel Péricles de Matos, saudou os familiares dos formandos por abrirem mão do convívio diário para que pudessem concluir o curso. “Temos uma expectativa muito grande para cada um de vocês sargentos. Espero que sejam bons exemplos a serem seguidos, pois o sargento é o elo de ligação entre o comando e atropa. Este sacrifício que passaram nestes meses de curso hoje é recompensado pelo mérito esta conquista”, concluiu.

Em seu discurso o Diretor de Ensino e Pesquisa, coronel Douglas Sabatini Dabul, que também é Patrono da turma, enalteceu a equipe da 1ª Esfaep que se dedicou para esta formatura acontecesse e também parabenizou os formandos. “Cada policial chegou aqui com sua bagagem profissional e com o passar dos dias foram adquirindo conhecimento, além de saberem lidar com as dificuldades”, afirma. “Caberá a cada de destes sargentos colocar em prática os ensinamentos adquiridos e levarem as iniciativas em frente, principalmente nas ações comunitárias”, completa.

Os 198 policiais militares passaram por 630 horas/aula, com duração de aproximadamente cinco meses, onde, no decorrer deste período, tiveram atividades teóricas e práticas de aperfeiçoamento. Os formandos deram o nome da turma de “Sargento Gisleilane”, a qual tinha 24 anos de serviços prestados a corporação quando faleceu em janeiro de 2013 devido a um câncer. A mãe da policial militar foi homenageada no início do evento.

“O Curso de Formação de Sargentos é um passo muito importante na vida do profissional, pois passa a comandar tropas, aumentando consequentemente sua responsabilidade. Este curso, realizado em período integral durante mais de cinco meses, habilita este policial para que ele possa agir como comandante”, explica o Comandante da APMG, tenente-coronel Vanderley Rothenburg.

O sargento Jerferson Rodrigues, pertencente ao Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd), foi agraciado com um mimo por tirar a melhor média do curso. “Na verdade esta colocação foi inesperada, pois não entrei almejando isto, mas meu esforço fez com que a conquistasse”, afirma.

“Estes meses foram dedicados intensamente aos estudos. Foi muito puxado, mas valeu a pena pelas novas amizades, por rever colegas de trabalho, além de nos atualizarmos e adquirirmos novos conhecimentos. Espero a partir de agora corresponder o que a corporação espera de mim, atendendo todas as expectativas”, ressalta o sargento Aderico Badaró Júnior, pertencente ao setor de Comunicação Social da PM.

“Já havia sido promovido a sargento por ato de bravura, porém o fato de estar com todos os companheiros almejando algo a mais na carreira foi importante. O curso foi essencial e espero levar meus aprendizados para os demais companheiros de profissão”, ressalta o sargento Marcelo Bernardes Machado, do BOPE.

“O objetivo é pegar todo o ensinamento que adquirimos aqui. Os sacrifícios existem e as vitórias vem em seguida. Por isso todos os momentos foram válidos”, conta a sargento Angélica Ana de Paula da Diretoria de Saúde.

Deixe um comentário