Trabalhadores da saúde ganham ação contra empresa que atende ao SAMU

“A ação ganha traz uma série de benefícios aos trabalhadores, inclusive aos que já receberam os recursos advindos do adicional de insalubridade, vale-alimentação e salários atrasados, algo que não havia sido pago desde o início da gestão do SAMU”.

por Redação JB Litoral
02/05/2014 00:00 (Última atualização: 02/05/2014)

NULL

No mês passado, os trabalhadores da saúde do Sindicato dos Trabalhadores de Saúde do Litoral do Paraná (SINDEESP) obtiveram a primeira vitória judicial perante a Humanamed, empresa que comanda o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) do litoral do Paraná. O presidente do SINDEESP, Jaime Ferreira dos Santos, o Jaime da Saúde, afirmou que a ação ganha traz uma série de benefícios aos trabalhadores, inclusive aos que já receberam os recursos advindos do adicional de insalubridade, vale-alimentação e salários atrasados, algo que não havia sido pago desde o início da gestão do SAMU.

“É mais uma vitória que nós tivemos frente a essa luta desigual do SAMU com o Sindicato e a gente vem conversando sempre com a empresa Humanamed, Apracon, CISLIPA e com uma nova empresa que entrará agora, que é justamente para que se paguem esses valores que é direito dos trabalhadores”, afirma Jaime da Saúde. O presidente do SINDEESP ressalta que existem muitas empresas que seguem à risca as Convenções Coletivas de Trabalho, algo que inclusive onera a empresa de forma menor do que é cobrado nas ações judiciais da categoria. “Quem paga errado, paga duas vezes”, destaca.

A ação vencida pelo Sindicato traz benefícios a todos os trabalhadores da saúde do SAMU que ingressaram no processo, sendo que o valor recebido varia de acordo com o tempo que cada um trabalha no local. Jaime da Saúde fez questão de frisar o bom trabalho feito pela assessoria jurídica do Sindicato, que se empenharam no caso, beneficiando os trabalhadores da saúde que tiveram seus direitos trabalhistas desrespeitados. “E já informo a todos os estabelecimentos de saúde do litoral do Paraná que vamos fazer um pente fino este ano em todas as empresas que deixam de pagar ou cumprir a convenção coletiva de trabalho. Sindicalismo cidadão ético e inovador”, finaliza Jaime.

Deixe um comentário