Tráfico de drogas na Ilha dos Valadares leva mais um casal para a cadeia

por Redação JB Litoral
21/06/2020 17:17 (Última atualização: 21/06/2020)

Denúncia levou agentes da Romu até os suspeitos

Na Ilha dos Valadares, em Paranaguá, agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) prenderam, na noite de sexta-feira, 19, um casal acusado de tráfico de drogas. A ação ocorreu após denúncia da comunidade e, durante a abordagem, houve a apreensão de mais de um quilo de maconha e outro suspeito ainda foi detido por porte de entorpecente.

Tudo começou por volta das 20 horas, quando equipes da Romu (Ronda Ostensiva Municipal), durante patrulhamento de rotina pelas imediações da Vila Bela, foram abordadas por populares, os quais relataram sobre uma movimentação suspeita de pessoas em uma residência localizada na região do “Beco do Pingo”.

Tráfico de drogas na Ilha dos Valadares leva mais um casal para a cadeia 2
Mais de um quilo de maconha foram apreendido na abordagem

Imediatamente os agentes foram até o local denunciado e flagraram Jhoni Coutinho Ramos, de 25, na frente da moradia, passando algo para outro rapaz. Quando avistaram a viatura, os dois suspeitos tentaram fugir para dentro da residência, mas acabaram abordados em seguida.

Ao ser feita a revista pessoal, com o rapaz que que recebeu o objeto de Jhoni foi encontrado um pedaço de maconha, pesando 0,74 gramas. Em seguida, na moradia, os agentes abordaram Wendy Evelize Gonçalves Alves, de 25 anos, a qjual foi surpreendida cortando um tablete de maconha com uma faca.Na sequência da abordagem, foram encontrados 1,700 quilos de maconha, 17,3 gramas de crack e 27,4 gramas de cocaína, além de rolo plástico, fita adesiva, balança de precisa e R$ 420,00.

Diante da situação, todos os envolvidos foram encaminhados ao plantão da Delegacia Cidadã, junto com tudo que foi apreendido, sendo Jhoni e Wendy autuados em flagrante por tráfico de drogas e, em seguida, encaminhados para a Cadeia Pública de Paranaguá.

O outro detido, de 23 anos, foi ouvido em Termo Circunstanciado (TC) e liberado após assumir compromisso de comparecimento em audiência no Juizado Especial Criminal (Jecrim).