Tripulante de navio vindo da África morre de malária em Paranaguá

O indiano Pramoda Kumar Pattanaik, de 41 anos, estava em navio que veio da Costa do Marfim e morreu vítima de malária. Outro tripulante do mesmo navio está internado.

por Redação JB Litoral
04/09/2014 22:34 (Última atualização: 04/09/2014)

NULL

Um tripulante do navio MV Baltic Phanter, de bandeira de I Marshall, morreu na manhã de desta quinta-feira (4), no Porto de Paranaguá. Laudos iniciais revelam que o indiano Pramoda Kumar Pattanaik, de 41 anos, morreu vítima de malária, de acordo com a Brazilian Ports Agents, operadora do navio. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também confirmou que a morte ocorreu por causa de malária. Outro tripulante do navio, com sintomas semelhantes, segue internado em um hospital da cidade portuária paranaense. 

O navio saiu do país Costa do Marfim no dia 20 de agosto e atracou nesta quarta-feira (3) no Porto de Paranaguá, no Paraná. Os dois tripulantes com problemas foram encaminhados a um hospital particular de Paranaguá com desconforto e dores abdominais. Já internado, o homem que acabou morrendo teve o quadro clínico evoluído para parada cardíaca e hemorragia cerebral. Foram estas últimas condições que causaram a morte de Kumar Pattanaik.

Parte da comunidade portuária chegou a suspeitar de que os tripulantes estivessem contaminados por Ebola, vírus que é epidemia em países da África como Serra Leoa, Guiné, Libéria e Nigéria (Costa do Marfim não registrou casos). A Anvisa, no entanto, informou que “em nenhum momento, este caso foi tratado como suspeita de Ebola.”

De acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa), Sizifredo Paz, é preciso ter cautela nas informações para evitar pânico da população. “Desde ontem [quarta-feira] já havia sido diagnosticado que o paciente estava com malária, até porque o navio veio de um país em que não há surto de Ebola”, disse o superintendente.

Deixe um comentário