Urnas eletrônicas de Paranaguá já estão programadas e lacradas para o dia 7

por Redação JB Litoral
04/10/2018 00:00 (Última atualização: 04/10/2018)

No próximo domingo (07) os 98.999 mil eleitores aptos a votarem nesta eleição em Paranaguá nos 45 locais de votação, este ano, participam do processo eleitoral, após a alteração realizada em 2017, que extinguiu a 158ª zona eleitoral, fazendo com que os eleitores migrassem para a 5ª zona. Paulo Kawka explica que os títulos eleitorais que constavam na 158ª zona e seção, foram renumerados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devido ao rezoneamento. “Estes eleitores não deixam, em hipótese alguma, de estarem aptos a participar das eleições. A única diferença é que nos locais de votação que pertenciam à zona 158 haverá placas de seção na porta, para identificação e orientação, com o número de seção antigo e o atual. Aqueles que foram afetados pelo rezoneamento vão conseguir localizar o novo local com facilidade para exercer o direito ao voto”.

Os que foram atingidos pela mudança podem, a partir do dia 5 de novembro, solicitar uma segunda via do título de eleitor ou comparecer ao Fórum Eleitoral para realizar a revisão biométrica e receber o título com os dados atualizados.
 

Urnas eletrônicas de Paranaguá já estão programadas e lacradas para o dia 7 3
Chefe de Cartório garante que as urnas eletrônicas de Paranaguá são seguras

Para os mais ligados à tecnologia e que querem mais comodidade, é possível utilizar o aplicativo para smartphone e-Título, lançado este ano pela Justiça Eleitoral, como um substituto do título tradicional. “Para quem fez a revisão biométrica em 2015, ao instalar o aplicativo e se cadastrar com os dados de eleitor, já tem no seu celular o título em via digital, até com foto. Esse app é utilizado como meio de identificação para entrar na seção, podendo substituir o documento oficial com foto, e será aceito pelos mesários no dia da eleição”, esclarece Kawka.

Dicas eleitorais

Pelo site do Tribunal Superior Eleitoral – www.tse.jus.br – você pode consultar o seu local de votação online.

O Chefe de Cartório da 5ª Zona Eleitoral incentiva os eleitores a irem votar, no dia 7, pelo período da manhã, evitando filas e atrasos no final do dia, para que todos possam votar com tranquilidade e sem pressa. Devido ao grande número de candidatos – Deputado Federal, Deputado Estadual, Senador 1, Senador 2, Governador e Presidente – é sugerido aos eleitores que utilizem a colinha da Justiça Eleitoral, que será distribuída em todos os locais de votação. Junto com ela, também será disponibilizada uma lista com todos os candidatos e seus respectivos números, para facilitar o exercício do voto e agilizar o processo eleitoral.

Para quem quiser justificar o voto em Paranaguá, é importante lembrar que tem que ser necessariamente de outro município. E o eleitor precisa ter o título em mãos, devido ao número.

Segurança durante as eleições

Para assegurar a ocorrência de um pleito eleitoral dentro da normalidade e com toda a tranquilidade necessária, a Polícia Militar do Paraná já vem realizando estudos sobre o cenário, tentando se antecipar aos problemas que poderão se apresentar. Segundo o Comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar (9º BPM), de Paranaguá, Tenente-coronel Rui Noé Barroso Torres, grande parte do efetivo operacional e administrativo atuará antes, durante e depois das eleições, agindo na guarda das urnas, na prevenção e repressão de crimes eleitorais, no policiamento nos locais de votação e no patrulhamento constante, não só no dia 7, mas na noite e madrugada do dia 6 para o dia 7 de outubro.
 

Urnas eletrônicas de Paranaguá já estão programadas e lacradas para o dia 7 4
Comandante da PM, policiamento intensivo começará na noite e madrugada do dia 6 para o dia 7 de outubro

O Comandante afirma que a PM realizou reuniões com o Poder Judiciário, Ministério Público, Polícias Federal e Civil e Guarda Municipal visando ajustar as condutas a serem adotadas por cada órgão para enfrentar o conjunto dos problemas que possam aparecer. Por ser uma questão estratégica, a quantidade do efetivo aplicado no período eleitoral é confidencial. No entanto, as principais ocorrências a serem monitoradas estão divididas por cinco principais irregularidades que ocorrem nas eleições.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Crimes mais reincidentes

“Voo da madrugada”: o despejo de material de propaganda no local de votação ou nas vias próximas, que será monitorado pelo Serviço de Inteligência e pelas viaturas ostensivas;

– “Corrupção eleitoral”: que consiste no oferecimento de dinheiro ou outros bens e vantagens (combustível, material de construção, óculos, cestas básicas, etc.) a eleitores, para que estes votem em determinados candidatos;

– “Boca de urna”: a arregimentação de eleitor, a propaganda de boca de urna, inclusive com a distribuição de material de campanha e, eventualmente, a utilização de veículos equipados com paredões de som ou qualquer espécie de alto-falante ou amplificadores de som;

– “Transporte de eleitores”: o transporte de eleitores em veículos que: não estejam a serviço da Justiça Eleitoral; não se tratem de veículos coletivos de linhas regulares; não se tratem de veículos de aluguel sem finalidade eleitoral, e não se tratem de veículo particular que esteja conduzindo os próprios familiares para votar.

O voto e a expressão da simpatia, ou intenção de votar em um ou outro candidato, é livre, e a PM vai atuar para garantir o direito de cada um. Recomendamos que evitem aglomerações de pessoas, respeitem a opinião alheia, tolerem as atitudes uns dos outros – tudo para evitar que seja necessária a intervenção dos órgãos de segurança, pois caso ocorra, todos podem ser penalizados”, declara o Coronel Rui Torres.

Para que haja uma eleição pacífica, a Polícia Militar solicita a todos que denunciem os crimes eleitorais pelo 190, mas, principalmente, incentiva a comunidade a não cometer tais crimes, evitando discussões e envolvimento com pessoas contrárias às suas intenções de voto.

 

Deixe um comentário